Indy - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Kanaan responde a Hamilton

Dias ao Volante
Publicado por em Indy ·

O brasileiro Tony Kanaan, campeão da Indy e das 500 Milhas de Indianápolis, esquentou a polêmica sobre o sucesso de Fernando Alonso na prova norte-americana em detrimento dos pilotos experientes nas corridas em circuito ovais. Depois do quinto lugar no Pole Day para as 500 Milhas, Alonso provocou um comentário de Lewis Hamilton. Para o tricampeão da Fórmula-1, "o fato do Fernando ter andado tão bem em Indianápolis em tão pouco tempo mostra o nível dos pilotos de lá!"
Kanaan mandou uma resposta para o representante da Mercedes.
- Ele (Hamilton) conseguiu perder um título tendo apenas um carro como concorrente – disse Tony, lembrando que o inglês perdeu o campeonato no ano passado para o companheiro Nico Rosberg, seu único adversário na temporada.
Nesta quinta-feira, a Ford confirmou a participação de Kanaan nas 24 Horas de Le Mans deste ano, previstas para o próximo dia 17, ao volante de um dos GT, em substituição ao francês Sebastian Bourdais, que sofreu um gravíssimo acidente nos treinos de preparação das 500 Milhas. Kanaan, 42 anos, estará no superesportivo de número 68. Outro brasileiro, Pipo Derani, correrá no 67.



Alonso, o Estreante das 500 Milhas

Dias ao Volante
Publicado por em Indy ·

Como não poderia ser diferente, Fernando Alonso foi escolhido pela Indy como o Estreante do Ano na edição das 500 Milhas de Indianápolis, disputadas no último domingo. O espanhol conquistou os norte-americanos pela grande atuação (agradeceu aos torcedores depois deixar o carro com motor estourado a pouco menos de 30 voltas para o final, na imagem aí de cima), por ter sido o principal motivador da enorme audiência da prova pelo mundo inteiro e pela extrema simpatia e interesse do bicampeão da F-1 nos dias em que esteve envolvido com as 500 Milhas.
Alonso curtiu tudo, ainda bebeu do leite dado tradicionalmente aos vencedores da mítica corrida e embolsou R$ 1 mihão pelo título de Estreante do Ano. O ganhador, o japonês Takuma Sato, receberá cerca de R$ 9 milhões pela vitória na corrida.



Valeu Alonso! Mas Sato é campeão das 500 Milhas!

Dias ao Volante
Publicado por em Indy ·



Olha, amante dos autinhos, aguentar mais de três horas das 500 Milhas de Indianápolis, na qual apenas as 40 voltas finais, de 200, valem, não é bolinho! Pra gente suportar esta maratona, só tendo mesmo o nosso Fernando Alonso para abrilhantar a corrida. E o bicampeão da Fómula-1 foi um verdadeiro vencedor, largou em quinto, caiu para nono na largada e passou a comandar a corrida após o primeiro pit stop, sempre disputando a primeira posição. Mas, a festa acabou a 28 voltas do final, com o estouro do motor Honda do carro da equipe Andretti. Motor Honda? Ih, o Alonso terá muito mais pesadelos com os japoneses depois desta! Paciência! Valeu Alonso!
Um dos maiores pilotos do mundo de todos os tempos não precisava mostrar mais nada. Mesmo assim, foi em busca do sonho das 500 Milhas. Não conseguiu. No entanto, digam o que quiserem, o espanhol foi a grande estrela da prova norte-americana. Tanto que, quando parou, o autódromo inteiro meio que largou de mão a corrida, vencida pela primeira vez pelo japonês Takuma Sato, ex-piloto da F-1. Helio Castroneves chegou perto de sua quarta conquista em Indianápolis, mas errou ao tentar tomar a primeira posição na penúltima volta. Se o brasileiro tivesse deixado o ataque ao japonês na abertura da última volta, talvez tivesse uma melhor sorte.
O grande risco que Alonso passou nas 500 Milhas pode ser retratado no terrível acidente sofrido pelo pole position Scott Dixon na primeira parte da prova. E olhem! Assistindo ao acidente do neozelandês, ele só não morreu porque o seu anjo da guarda estava de plantão no Indianapolis Motor Speedway. Dixon bateu em um carro que voltava para a pista depois de um choque no muro e decolou. A baratinha de Dixon bateu no muro interno quase aonde estava o piloto, que, por obra do milagre, apenas saiu manquitolando do cenário de horrores. O drama foi tão grande que o carro de Dixon quase caiu sobre o de Helinho, que com toda certeza resultaria em coisa pior.
Alonso, valeu pelo espetáculo! Mas, deu, chega! Volte para a F-1 que você ainda tem muito para dar. E deixa esta loucura da Indy para os malucos que gostam desta arena de gladiadores.



Alonso larga em 5° nas 500 Milhas

Dias ao Volante
Publicado por em Indy ·


O nosso Fernando Alonso brilhou mais uma vez no Pole Day que definiu o grid de largada das 500 Milhas de Indianápolis neste domingo. O espanhol marcou o quinto lugar e partirá na segunda fila na prova do próximo domingo (as filas nas 500 Milhas têm três carros). Scott Dixon conquistou a pole em Indianápolis, seguido por Ed Carpenter, Alex Rossi, vencedor no ano passado, Takuma Sato e Alonso. O melhor brasileiro foi Tony Kanaan, em sétimo, atrás de JR Hildebrand.
Alonso está vivendo um conto de fadas em Indianápolis. Nosso guri é a grande estrela, sempre acompanhado de todos os olhos presentes no Indianapolis Motor Speedway. Neste domingo, no treino de aquecimento, pela manhã lá, a equipe Andretti levou um susto com um vazamento no motor do carro de Alonso. Para a classificação, os mecânicos trocaram o motor em menos de uma hora, mostrando mais uma vez todo o interesse pela presença do espanhol nos EUA.
Depois de conquistar a quinta posição no grid, Alonso resumiu toda a tensão de se correr no superoval, quando perguntaram para ele se tinha passado por alguma tensão ou susto:
- Só nas quatro curvas!

1. Dixon, média de 232,1 milhas por hora (cada milha equivale a 1,6 km/h)
2. Carpenter, 231,6
3. Rossi, 231,4
4. Sato, 231,3
5. Alonso, 231,3
6. Hildebrand, 230,8
7. Kanaan, 230,8
8. Andretti, 230,4
9. Power, 230,4
Estes concorreram à pole

10. Hunter
11. Jones
12. Serviá
13. Aleshin
14. Rahal
15. Chilton
16. Kimball
17. Hinchcliffe
18. Montoya
19. Castroneves
20. Howard



Resultado Pole Day

Dias ao Volante
Publicado por em Indy ·

Fast Nine:
1) S. Dixon – Ganassi Honda – 2min35s063
2) E. Carpenter – Carpenter Chevrolet – a 0s334
3) A. Rossi – Andretti Honda – a 0s453
4) T. Sato – Andretti Honda – a 0s535
5) F. Alonso – Andretti Honda – a 0s579
6) J. Hildebrand – Carpenter Chevrolet – a 0s856
7) T. Kanaan – Ganassi Honda – a 0s897
8) M. Andretti – Andretti Honda – a 1s136
9) W. Power – Penske Chevrolet – a 1s322

Grupo 2:
10) R. Hunter-Reay – Andretti Honda
11) E. Jones – Dale Coyne Honda
12) O. Serviá – RLL Honda
13) M. Aleshin – Schmidt Peterson Honda
14) G. Rahal – RLL Honda
15) M. Chilton – Ganassi Honda
16) C. Kimball – Ganassi Honda
17) J. Hinchcliffe – Schmidt Peterson Honda
18) J. Montoya – Penske Chevrolet
19) H. Castroneves – Penske Chevrolet
20) J. Howard – Schmidt Peterson Honda
21) S. Karam – DRR Chevrolet
22) J. Newgarden – Penske Chevrolet
23) S. Pagenaud – Penske Chevrolet
24) C. Muñoz – Foyt Chevrolet
25) G. Chaves – Harding Chevrolet
26) C. Daly – Foyt Chevrolet
27) J. Harvey – Andretti Honda
28) P. Mann – Dale Coyne Honda
29) S. Pigot – Juncos Chevrolet
30) B. Lazier – Lazeir Chevrolet
31) S. Saavedra – Juncos Chevrolet
32) Z. Veach – Foyt Chevrolet



Alonso passa para o Fast Nine

Dias ao Volante
Publicado por em Indy ·



Fernando Alonso, da Andretti Honda, se destaca novamente na classificação deste sábado, dia 20. O bicampeçao de Fórmula1 ficou em sétimo a 0s295 (na soma das quatro voltas lançadas) do Ed Carpenter. Com esse tempo o piloto espanhol da McLaren Honda (F1) se garantiu no Fast Nine que será disputada neste domingo, dia 21.
Durante a classificação Sébastien Bourdais, da Dale Coyne Honda, perdeu o carro de traseira, na curva 2, e bateu com violência no muro de Indianápolis. O piloto do carro 18 estava na sua terceira volta e vinha sendo o mais rápido nas duas primeiras.
Logo após o grave acidente, o francês foi encaminhado para o centro médico do circuito e depois transferido, com multiplas fraturas na bacia e uma no quadril, ao hospital Ih Health Methodist para realizar exames mais detalhados. De acordo com o diretor médico da Indy Car, Dr.  Groffey Billows, o Bourdais será submetido a uma cirurgia na pélvis esta noite.
O dono da equipe, Dale Coyne se pronunciou:
-Sebastien está em boas mãos aqui no ‘IU Health Methodist Hospital’ com a equipe e agora esperamos que ele se recupere bem.
Ficamos no aguardo de atualizações no estado de saúde do francês.
Quanto aos brasileiros, Tony Kanaan, da Ganassi Honda, ficou em oitavo e está na Fast Nine, já o Hélio Castroneves, da Penske Chevrolet, conseguiu apenas o 14º tempo.

Classificação:
1) E. Carpenter – Carpenter Chevrolet – 2min36s203
2) T. Sato – Andretti Honda – a 0s059
3) S. Dixon – Ganassi Honda – a 0s092
4) J. Hildebrand – Carpenter Chevrolet – a 0s179
5) A. Rossi – Andretti Honda – a 0s217
6) W. Power – Penske Chevrolet – a 0s269
7) F. Alonso – Andretti Honda – a 0s295
8) T. Kanaan – Ganassi Honda – a 0s314
9) M. Andretti – Andretti Honda – a 0s370

10) E. Jones – Dale Coune Honda – a 0s511
11) C. Kimball – Ganassi Honda – a 0s514
12) M. Chilton – Ganassi Honda – a 0s567
13) R. Hunter-Reay – Andretti Honda – a 0s637
14) H. Castroneves – Penske Chevrolet – a 0s735
15) M. Aleshin – Schmidt Peterson Honda – a 0s853
16) G. Rahal – RLL Honda – a 1s115
17) J. Newgarden – Penske Chevrolet – a 1s210
18) J. Montoya – Penske Chevrolet – a 1s246
19) J. Hinchliffe – Schmidt Peterson Honda – a 1s306
20) S. Pagenaud – Penske Chevrolet – a 1s420
21) S. Karam – DRR Chevrolet – a 1s731
22) J. Howard – Schmidt Peterson Honda – a 1s793
23) C. Muñoz – Foyt Chevrolet – a 2s082
24) O. Serviá – RLL Honda – a 2s282
25) J. Harvey – Andretti Honda – a 2s461
26) G. Chaves – Harding Chevrolet – a 2s474
27) C. Daly – Foyt Chevrolet – a 3s150
28) S. Saavedra – Juncos Chevrolet – a 3s219
29) S. Pigot – Juncos Chevrolet – a 4s776
30) B. Lazier – Lazier Chevrolet – a 6s379
31) P. Mann – Dale Coyne Honda – a 7s969
32) S. Bourdais – Dale Coyne Honda
33) Z. Veach – Foyt Chevrolet



Alonso está em casa nas 500 Milhas

Dias ao Volante
Publicado por em Indy ·


O nosso Fernando Alonso brilhou nesta sexta-feira no Fast Friday, treino final de preparação para o fim de semana de definição do grid de largada das 500 Milhas de Indianápolis, previstas para o domingo da próxima semana (28). O pole position da lendária prova norte-americana será conhecido neste fim de semana, a partir das 17h (nosso horário) de sábado e domingo, com transmissão ao vivo pela Band.
Nesta sexta, a chuva abreviou o treino. Pingos caíram antes do começo da sessão e uma tempestade sobre a capital do Estado de Indiana interrompeu as atividades no Indianapolis Motor Speedway. Enquanto deu para andar, o espanhol da McLaren voou baixo, como um veterano nas 500 Milhas, marcando a quinta posição do dia, com 38s869 pelos 4 quilômetros do superoval, apenas 0s262 atrás do "macaco velho" da Indy o francês Sebastien Bourdais, da Dale Coyne Honda, e à frente de muita gente boa da categoria norte-americana.
Amantes dos autinhos! Não vamos deixar nosso guri espanhol sozinho nenhum instante. Vamos acompanhar seus movimentos neste fim de semana e no próximo domingo. As 500 Milhas, também com transmissão da Band, devem ter largada às 13h para nós, pouco mais de duas horas após a bandeirada do GP de Mônaco. Mas Monte Carlo é assunto para a próxima semana.
Fast Friday
1.   Bourdais (FRA, Dale Coyne Honda), 38:607
2.   Hunter-Reay (EUA, Andretti Honda), a 0:164
3.   Sato (JAP, Andretti Honda), a 0:191
4.   Montoya (COL, Penske Chevrolet), a 0:239
5.   Alonso (ESP, Andretti Honda), a 0:262
6.   Hinchcliffe (CAN, Schmidt Peterson Honda), a 0:267
7.   Aleshin (RUS, Schmidt Peterson Honda), a 0:279
8.   Howard (ING, Schmidt Peterson Honda), a 0:311
9.   Jones (ING, Dale Coyne Honda), a 0:312
10. Kanaan (BRA, Ganassi Honda), a 0:345
11. Dixon (NZL, Ganassi Honda), a 0:351
12. Castroneves (BRA, Penske Chevrolet), a 0:357
13. Serviá (ESP, RLL Honda), a 0:373
14. Rossi (EUA, EUA, Andretti Honda), a 0:387
15. Power (AUS, Penske Chevrolet), a 0:402
16. Carpenter (EUA, Carpenter Chevrolet), a 0:403
17. Chilton (ING, Ganassi Hoda), a 0:416
18. Hildebrand (EUA, Carpenter Chevrolet), a 0:417
19. Andretti (EUA, Andretti Honda), a 452
20. Kimball (EUA, Ganassi Honda), a 0:467
21. Mann (ING, Dale Coyne Honda), a 0:506
22. Rahal (EUA, RLL Honda), a 0:522
23. Pagenaud (FRA, Penske Chevrolet), a 0:528
24. Muñoz (COL, Foyt Chevrolet), a 0:874
25. Karam (EUA, DRR Chevrolet), a 0:883
26. Newgarden (EUA, Penske Chevrolet), a 1:029
27. Harvey (ING, Andretti Honda, a 1:055
28. Daly (EUA, Foyt Chevrolet), a 1:162
29. Veach (EUA, Foyt Chevrolet), a 1:163
30. Saavedra (COL, Juncos Chevrolet), a 1:177
31. Pigot (EUA, Juncos Chevrolet), a 1:186
32. Lazier (EUA, Lazier Chevrolet), a 3:265



Rossi papa a centésima 500 Milhas

Dias ao Volante
Publicado por em Indy ·

A centésima edição das 500 Milhas de Indianápolis foi uma grande festa, especialmente nos intermináveis momentos antes da largada. Os norte-americanos sabem fazer uma festa. Teve música de todos os tipos, com vários palcos espalhados na reta principal do Indianapolis Motor Speedway. É impressionante como estes caras desmontam tudo rapidinho.
Se alguém apostasse no Alexander Rossi, da cidade de Auburn, na Califórnia, antes da prova seria chamado de maluco. Mas deu o jovem rapaz de 25 anos, cara de guri assustado e ex-piloto da Manor da Fórmula-1.
As 500 Milhas, como sempre, foram um belíssimo espetáculo. Como prova automobilística, é um lixo, pois a coisa dura mais de três horas mas o que conta mesmo são as últimas 30 de 200 voltas.
Gostaria de debruçar a atenção sobre a cobertura da TV, e o mesmo vale para a da F-1 e de qualquer prova de automóvel do mundo. Sabem quando o narrador Teo José, da Band, viu que o Rossi estava participando da corrida? Nas duas últimas voltas. O cara passou repetindo por três horas "a centésima edição das 500 Milhas", "Indianapolis Motor Speedway", "a maior prova do planeta", "Helio Castroneves" e "Tony Kanaan" 500 vezes cada expressão ou nome.
Informação jornalística para os telespectadores, só dos primeiros colocados e dos brasileiros. Diferentemente da F-1, na qual poucos podem ganhar uma prova, nas 500 Milhas de Indianápolis, qualquer um dos 33 pilotos pode vencer. Por isso, como os caras da cobertura da TV têm acesso à cronometragem da prova (item fundamental no entendimento de uma competição longa como essa, com várias paradas de box), eles têm de informar jornalisticamente e não ficar dando seu showzinho.
E vamos parar com esta porcaria de história de ficar acompanhando preferencialmente os pilotos brasileiros! Quem gosta de automobilismo, assiste porque curte corrida. E entende da coisa! Mas precisa ser orientado jornalisticamente.

1.   Alexander Rossi (EUA), Andretti-Honda
2.   Carlos Muõz (COL), Andretti-Honda
3.   Josef Newgarden (EUA), Fisher Hartman-Honda (EUA)
4.   Tony Kanaan (BRA), Ganassi-Chevrolet
5.   Charlie Kimball (EUA), Ganassi-Chevrolet
6.   J.R. Hildebrand (EUA), Carpenter-Chevrolet
7.   James Hinchcliffe (CAN), Schimidt Peterson-Honda (pole position)
8.   Scott Dixon (NZL), Ganassi-Chevrolet
9.   Sebastien Bourdais (FRA), KV-Chevrolet
10. Will Power (AUS), Penske-Chevrolet
11. Hélio Castroneves (BRA), Penske-Chevrolet
12. Oriol Serviá (ESP), Schimidt Peterson-Honda
13. Marco Andretti (EUA), Andretti-Honda
14. Graham Rahal (EUA), RLL-Honda
15. Max Chilton (ING), Ganassi-Chevrolet
16. Jack Hawksworth (ING), Foyr-Honda
17. Alex Tagliani (CAN), Foyt-Honda)
18. Pippa Mann (ING), Dale Coyne-Honda
19. Simon Pagenaud (FRA), Penske-Chevrolet (líder do campeonato)
20. Gabby Chaves (COL), Dale Coyne-Honda
21. Townsend Bell (EUA),KV-Chevrolet
22. Matt Brabham (AUS), Pirtek-Chevrolet
23. Bryan Clauson (EUA), Jonathan Byrd-Honda
24. Ryan Hunter-Reay (EUA), Andretti-Honda
25. Spencer Pigot (EUA), RLL-Honda – não terminou
26. Takuma Sato (JAP), Foyt-Honda – não terminou
27. Mikhail Aleshin (RUS), Schimidt Peterson-Honda – não terminou
28. Stefan Wilson (ING), KV-Chevrolet – não terminou
29. Conor Daly (EUA), Dale Coyne-Honda – não terminou
30. Buddy Lazier (EUA), Lazier-Chevrolet – não terminou
31. Ed Carpenter (EUA), Carpenter-Chevrolet – não terminou
32. Sage Karan (EUA), DRR Kingdom-Chevrolet – não terminou
33. Juan Pablo Montoya (COL), Penske-Chevrolet – não terminou



Pole Day surpresa, mas é normal!

Dias ao Volante
Publicado por em Indy ·

O canadense James Hinchcliffe, acidentado no ano passado nos treinos das 500 Milhas de Indianápolis e, por isso, impedido de correr em 2015, conquistou a primeira posição neste domingo no Pole Day no Indianapolis Motor Speedway, o Templo Sagrado da Velocidade.
A façanha do canadense tem tudo a ver com a dramaticidade hollydiana das 500 Milhas, como os americanos adoram. O seu chefe de equipe, Sam Schmidt, se acidentou há 10 anos e ficou tetraplégico. Dirige um carro adaptado usando apenas os movimentos da cabeça e da boca, mas pelos boxes, não na rua.
A centésima edição das 500 Milhas será realizada no próximo domingo, junto com o GP de Mônaco.
O francês Simon Pagenaud, líder da temporada da Indy, colocou seu Penske na oitava posição, no meio da terceira fila (de três carros cada) e ao lado do companheiro Helio Castroneves, pra mim, o favorito para levantar o tetra nas 500 Milhas.
O próximo domingo será especial. Pela manhã, as delícias do GP de Mônaco, já preparando o churrasco. Quando a carne estiver indo pra churrasqueira, acompanhada de uma boa caipirinha de vodca, começam as 500 Milhas.



Olho na centésima 500 Milhas

Dias ao Volante
Publicado por em Indy ·
Simon Pagenaud

Chris Pine

Vamos abrir espaço também para as 500 Milhas de Indianápolis, que têm sua centésima edição neste ano. Iniciada em 1911, a maior prova automobilística do planeta não foi realizada em alguns anos das duas primeiras guerras mundiais, por isso, é a prova de número 100 em 2016.
No próximo domingo, dia 29 de maio, as 500 Milhas dividem a atenção com o GP de Mônaco. As duas corridas mais as 24 Horas de Le Mans compõem a Tríplice Coroa do Automobilismo.
Um dos grandes astros de Hollywood da atualidade, o norte-americano Chris Pine, de 35 anos, o novo Capitão Kirk de Star Trek, dará o sinal de largada das 500 Milhas.
O Pole Day, com os nove melhores pilotos do treino deste sábado disputando as primeiras posições do grid de 33 carros, será realizado a partir das 18h (horário de Brasília) deste domingo, com transmissão ao vivo do canal BandSport. Vale à pena assistir. Fique atento que cada piloto tem quatro voltas pela pista de 4 quilômetros, a primeira de aceleração. A média de velocidade (em milhas) determina a posição de cada um.
O grande cara deste ano na Indy – não necessariamente no oval de Indianápolis – é o francês Simon Pagenaud, que fez 32 anos na última quarta-feira, da equipe Penske, líder da temporada. No entanto, um companheiro do francês, o brasileiro Helio Castroneves, tricampeão das 500 Milhas, é especialista nessa corrida, não importando sua posição no grid. Outra fera em Indianápolis, o gordito colombiano Juan Pablo Montoya, também companheiro de Penske, voltou a sua forma (de pilotagem) de antigamente.



Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal