Hamilton vence na Rússia - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Hamilton vence na Rússia

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·



Lewis Hamilton venceu neste domingo o GP da Rússia e colocou 50 pontos de vantagem sobre Sebastian Vettel no Mundial de Fórmula-1. Valtteri Bottas foi o segundo em Sochi, à frente do alemão da Ferrari. Depois, vieram Kimi Raikkonen e o grande nome do dia, Max Verstappen, que largou lá atrás no grid - por conta de uma punição na classificação por ter peças de seu motor trocadas. O holandês da Red Bull fez várias ultrapassagens na primeira parte da prova e chegou a liderar, até a parada de box para troca de pneus.
O GP da Rússia teve um mal-estar devido à ordem de Toto Wolff, chefe da Mercedes, para que Bottas, o pole position, abrisse passagem para Hamilton durante a corrida. Por conta disso, Hamilton não comemorou a vitória e chegou a sugerir que seu companheiro de equipe pegasse a taça de vencedor no pódio, não aceito por Bottas.
O episódío tem algumas leituras controversas. A primeira é indiscutível: mesmo manchando a ética do esporte, a Mercedes acertou em trocar as posições de seus pilotos. Afinal, Hamilton está disputando o título duramente com uma Ferrari que tem um bom carro nesta temporada, apesar da vantagem do inglês ser grande no campeonato. Não dá para saber o que vem pela frente nas cinco provas restantes – Japão, EUA, México, Brasil e Abu Dhabi.
A segunda leitura é a inexplicável consternação de Hamilton depois da prova. Se ele não gostou da atitude da equipe, tinha duas decisões a tomar. Ou devolvesse a posição para Bottas no final da corrida, quando Vettel não mais ameaçava as Mercedes na corrida, ou nem teria ultrapassado o companheiro na prova.
Do jeito que ficou, Hamilton ficou posando desnecessariamente de bom menino depois da corrida, pedindo desculpas patéticas para Bottas. Repito, a Mercedes acertou ao tomar a decição de ordenar que seu segundo piloto abdicasse da vitória em favor da estrela da equipe. Dane-se o esporte! Tem muito dinheiro envolvido nesta "brincadeira". Por outro lado, não precisava todo o teatro de Hamilton após a prova. Se ele topou o jogo de equipe e manteve o primeiro lugar na bandeirada, deveria ter assumido tudo, sem falso remorso.
Foi tudo muito desnecessário. Hamilton vive seu maior momento na carreira, provavelmente, teria vencido a corrida na pista, sem interferência da equipe. Ele é o grande nome da F-1 no ano e já é praticamente campeão da temporada. Mesmo com o jogo de cena visto neste domingo, a campanha de Hamilton no campeonato não fica nem um pouco manchada, tal a diferença oceânica que separa seu talento para Bottas, que foi muito digno neste domingo ao não aceitar a taça de vencedor proposto por seu companheiro.
A F-1 já volta à pista no próximo domingo com o GP do Japão, em Suzuka. Com o resultado de Sochi, Vettel não mais depende de si próprio para chegar ao título. Com toda a justiça, Hamilton deve selar o penta bem antes da prova derradeira, em Abu Dhabi.

Resultado final do GP da Rússia:
1) L. Hamilton - Mercedes - 1h27min25s181
2) V. Bottas - Mercedes - a 2s545
3) S. Vettel - Ferrari - a 7s487

4) K. Raikkonen - Ferrari - a 16s543
5) M. Verstappen - Red Bull - a 31s016
6) D. Ricciardo - Red Bull - a 1min20s451
7) C. Leclerc - Sauber - a 1min38s390
8) K. Magnussen - Haas - a uma volta
9) E. Ocon - Force India - a uma volta
10) S. Perez - Force India - a uma volta

11) R. Grosjean - Haas - a uma volta
12) N. Hulkenberg - Renault - a uma volta
13) M. Ericsson - Sauber - a uma volta
14) F. Alonso - McLaren - a uma volta
15) L. Stroll - Williams - a uma volta
16) S. Vandoorne - McLaren - a duas voltas
17) C. Sainz Jr - Renault - a duas voltas
18) S. Sirotkin - Williams - a duas volts

19) P. Gasly - Toro Rosso - não completou
20) B. Hartley - Toro Rosso - não completou

Melhor volta - V. Bottas - Mercedes - 1min35s861

Classificação do Mundial de Pilotos:
1) L. Hamilton - Mercedes - 306 pontos
2) S. Vettel - Ferrari - 256 pontos
3) V. Bottas - Mercedes - 189 pontos
4) K. Raikkonen - Ferrari - 186 pontos
5) M. Verstappen - Red Bull - 158 pontos
6) D. Ricciardo - Red Bull - 134 pontos
7) K. Magnussen - Haas - 53 pontos
8) N. Hulkenberg - Renault - 53 pontos
9) F. Alonso - McLaren - 50 pontos
10) S. Perez - Force India - 47 pontos
11) E. Ocon - Force India - 47 pontos
12) C. Sainz Jr - Renault - 38 pontos
13) P. Gasly - Toro Rosso - 28 pontos
14) R. Grosjean - Haas - 27 pontos
15) C. Leclerc - Sauber - 21 pontos
16) S. Vandoorne - McLaren - 8 pontos
17) L. Stroll - Williams - 6 pontos
18) M. Ericsson - Sauber - 6 pontos
19) B. Hartley - Toro Rosso - 2 ponto
20) S. Sirotkin - Williams - 1 ponto

Classificação do Mundial de Construtores:
1) Mercedes - 495 pontos
2) Ferrari - 443 pontos
3) Red Bull - 292 pontos
4) Force India - 94 pontos
5) Renault - 91 pontos
6) Haas - 80 pontos
7) McLaren - 58 pontos
8) Toro Rosso - 30 pontos
9) Sauber - 27 pontos
10) Williams - 7 pontos



Sem comentários

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal