Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

O Bolão depois de Suzuka

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Pelas barbas do Profeta! Ao lado do Hamilton, o Francisco e o Ismael venceram no Japão e o Ismael destronou o Gabriel da liderança do nosso Bolão. Mas, se o Hamilton já botou as duas mãos na taça da temporada, faltando só guardá-la no armário, a coisa aqui tá completamente aberta. Serão quatro provas de arrepiar!

Parâmetros utilizados no Japão:
Pole: HAMILTON
Vencedor: HAMILTON
Segundo colocado da prova: BOTTAS
Terceiro colocado da prova: VERSTAPPEN
Quarto colocado da prova: RICCIARDO
Quinto colocado da prova: RAIKKONEN
Último colocado da prova (segundo a cronometragem oficial da FIA): MAGNUSSEN
Desafio: Suzuka é um autódromo da Honda. Então, simples: em qual posição termina o piloto mais bem classificado da Toro Rosso/Honda na corrida? 11

JAPÃO:
1) Ismael Reichert - 65 pontos
1) Francisco Cavalin - 65 pontos
3) Luiz Herrera - 55 pontos
3) Guilherme Vieira - 55 pontos
5) Gabriel Dias - 45 pontos
6) Marcelo Vieira - 35 pontos
6) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 35 pontos
8) Daniel Dias - 30 pontos
8) Natanael Felipe Rhoden - 30 pontos
10) Mauro - 25 pontos
11) Maurício Dias - 10 pontos
12) André Borges - 0 ponto
12) Luis Mauro Gonçalves Rosa - 0 ponto
12) Pedro Henrique - 0 ponto
12) Daniel Cardoso - 0 ponto
12) Matteus Saldanha - 0 ponto
12) Tiago Reimann - 0 ponto
12) Romário Braga - 0 ponto
12) Eduardo Saraiva - 0 ponto
12) Daniel Jacques - 0 ponto

TOTAL:
1) Ismael Reichert - 645 pontos
2) Gabriel Dias - 630 pontos
3) Marcelo Vieira - 580 pontos
4) Natanael Felipe Rhoden - 575 pontos
5) Maurício Dias - 515 pontos
6) Mauro - 485 pontos
7) Daniel Dias - 450 pontos
8) Luiz Herrera - 425 pontos
9) Daniel Cardoso - 410 pontos
10) Francisco Cavalin - 405 pontos
11) Guilherme Vieira - 350 pontos
12) Luis Mauro Gonçalves Rosa - 345 pontos
13) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 335 pontos
14) Marcelo Pereira - 310 pontos
15) Matteus Saldanha - 250 pontos
16) Tiago Reimann - 235 pontos
17) André Borges - 215 pontos
18) Eduardo Saraiva - 175 pontos
19) Pedro Henrique - 125 pontos
20) Romário Braga - 45 pontos
21) Daniel Jacques - 25 pontos



Quem vence nos EUA?

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Vamos então para a décima oitava etapa do ano? Faltando quatro corridas para o final do campeonato, Lewis Hamilton já pode ser campeão nos EUA, bastando para isso se ele vencer a prova e se Sebastian Vettel chegar no máximo em terceiro, algo bem possível. Outras combinações são: Hamilton em segundo e Vettel em sexto, Hamilton em terceiro e Vettel em sétimo, Hamilton em quarto e Vettel em nono, Hamilton em quinto e Vettel em décimo ou Hamilton em sexto e Vettel fora da zona de pontuação.
As apostas devem ser colocadas nos comentários deste post (clicando em "Ler tudo" no fim do post) ou serem enviadas para o meu e-mail (danieldias10259@gmail.com) ou (diasaovolante@diasaovolante.com) até cinco minutos antes do início do treino de classificação no sábado. Boa sorte!

Regulamento e itens para o Circuito das Américas:
Pole: sobrenome do piloto
Vencedor: sobrenome do piloto
Segundo colocado da prova: sobrenome do piloto
Terceiro colocado da prova: sobrenome do piloto
Quarto colocado da prova: sobrenome do piloto
Quinto colocado da prova: sobrenome do piloto
Último colocado da prova (segundo a cronometragem oficial da FIA): sobrenome do piloto
Desafio: de seis provas no Circuito das Américas, Hamilton venceu cinco, a outra foi ganha por Vettel, em 2013. A pergunta é simples: Hamilton será campeão neste domingo? Sim ou não.

Para acompanhar ao vivo todos os lances nos EUA:
Sexta-feira: 13h, primeiro treino livre, 17h, segundo treino livre, ambos pelo SporTV.
Sábado: 16h, terceiro treino livre, 19h, classificação, ambos  pelo SporTV.
Domingo: 16h10min, corrida, pelo SporTV.



Hamilton vence no Japão

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·



Lewis Hamilton foi mais uma vez perfeito e venceu neste domingo o GP do Japão, décima sétima etapa do Mundial de Fórmula-1. Se o inglês da Mercedes vencer o GP dos EUA, próxima prova do ano, conquistará o pentacampeonato de forma antecipada, se igualando a Juan Manuel Fangio. Para chegar a Michael Schumacher, faltarão dois títulos e 20 vitórias. Como um piloto precisa em média de pelo menos 10 vitórias por temporada para ganhar um campeonato, Hamilton chegará aos números de Schumacher nos próximos dois anos, se a Mercedes - e ele próprio - continuar dominando a F-1.
A corrida em Suzuka ficou definida no treino de sábado, no qual Hamilton conquistou a pole position com facilidade, ajudado também por um erro da Ferrari, que escolheu a tática errada em função dos pneus para a hora decisiva da classificação.
Sebastian Vettel largou em oitavo e pulou rapidamente para quinto. Neste momento, Max Verstappen errou na chicane e bateu na Ferrari de Kimi Raikkonen. Com isso, Vettel superou o companheiro e Verstappen recebeu uma punição de 5 segundos.
Graças a uma estupidez de Kevin Magnussen, que deu uma fechada criminosa em Charles Leclerc em plena reta dos boxes, o safety car entrou para a pista ser limpada em função dos destroços do carro de Magnussen. Na volta da prova, Vettel partiu para cima de Verstappen e tentou a ultrapassagem na tomada da curva Spoon. O holandês da Red Bull não deixou e Vettel bateu na lateral da Red Bull, rodando e saindo da pista, enquanto o holandês ia embora.
Por um lado, foi um claro erro de Vettel. Por outro, o piloto da Ferrari tinha mesmo de tentar superar Verstappen para manter as esperanças de buscar as Mercedes. O tetracampeão da Ferrari foi então para o fim do pelotão, e tratou de remar tudo de novo para chegar ao pelotão da frente, coisa que conseguiu na abertura do terço final da prova, ficando em torno de 30 segundo longe de Raikkonen, o quinto colocado, atrás do vencedor Hamilton, Valtteri Bottas, Verstappen e Daniel Ricciardo, que largou em décimo quinto e fez uma corrida espetacular.
A prova para o Brasil veio via Globo com o comando de Sérgio Maurício, do SporTV. Infelizmente para o telespectador e especialmente para quem está acostumado com a seriedade da F-1, o narrador trouxe algumas gracinhas típicas do canal pago. Na parte final da prova, o sujeito resolveu abrir votação para o Melhor Piloto na corrida, o chamado, por ele, de "Pé de Brake" e a nota para o GP do Japão. Coisas idiotas!
O que poderia determinar uma nota para a prova? Não existem parâmetros para isso. Ou a corrida é boa ou não. O GP do Japão esteve no limite da chatice, mas teve algumas boas ultrapassagens e uma atuação magnífica e perfeita de Hamilton. Portanto, só por isso, a corrida não poderia ser qualificada de chata. Muito pelo contrário. No entanto, receber uma nota de 1 a 10? Nos poupem!
O Melhor Piloto não ter sido dado a Hamilton é outra estupidez. Ninguém mais poderia ter recebido esse prêmio se não o inglês. O Vettel ter recebido votos de "Pé de Brake" da prova é outra insensatez. Alguém estava na pele do piloto alemão, que via naquele momento o título cada vez mais distante? Se alguém estivesse na sua pele, não tentaria também ultrapassar o Verstappen de qualquer jeito? Felizmente, a transmissão tinha alguém do tamanho de Reginaldo Leme, que escolheu, sem pestanejar e com serenidade, o idiota "Pé de Brake" para Bottas, que tinha um carro igual ao de Hamilton e quase perdeu a segunda posição para Verstappen.

Resultado final no Japão:
1) L. Hamilton - Mercedes - 1h27min17s062
2) V. Bottas - Mercedes - a 12s919
3) M. Verstappen - Red Bull - a 14s295

4) D. Ricciardo - Red Bull - a 19s495
5) K. Raikkonen - Ferrari - a 50s998
6) S. Vettel - Ferrari - a 1min09s873
7) S. Perez - Force India - a 1min19s379
8) R. Grosjean - Haas - a 1min27s198
9) E. Ocon - Force India - a 1min28s055
10) C. Sainz Jr - Renault - a uma volta

11) P. Gasly - Toro Rosso - a uma volta
12) M. Ericsson - Sauber - a uma volta
13) B. Hartley - Toro Rosso - a uma volta
14) F. Alonso - McLaren - a uma volta
15) S. Vandoorne - McLaren - a uma volta
16) S. Sirotkin - Williams - a uma volta
17)L. Stroll - Williams - a uma volta

18) C. Leclerc - Sauber - não completou
19) N. Hulkenberg - Renault - não completou
20) K. Magnussen - Haas - não completou

Melhor volta - S. Vettel - Ferrari - 1min32s318

Classificação de pilotos:
1) L. Hamilton - Mercedes - 331 pontos
2) S. Vettel - Ferrari - 264 pontos
3) V. Bottas - Mercedes - 207 pontos
4) K. Raikkonen - Ferrari - 196 pontos
5) M. Verstappen - Red Bull - 173 pontos
6) D. Ricciardo - Red Bull - 146 pontos
7) S. Perez - Force India - 53 pontos
8) K. Magnussen - Haas - 53 pontos
9) N. Hulkenberg - Renault - 53 pontos
10) F. Alonso - McLaren - 50 pontos
11) E. Ocon - Force India - 49 pontos
12) C. Sainz Jr - Renault - 39 pontos
13) R. Grosjean - Haas - 31 pontos
14) P. Gasly - Toro Rosso - 28 pontos
15) C. Leclerc - Sauber - 21 pontos
16) S. Vandoorne - McLaren - 8 pontos
17) L. Stroll - Williams - 6 pontos
18) M. Ericsson - Sauber - 6 pontos
19) B. Hartley - Toro Rosso - 2 pontos
20) S. Sirotkin - Williams - 1 ponto

Classificação de Construtores:
1) Mercedes - 538 pontos
2) Ferrari - 460 pontos
3) Red Bull - 319 pontos
4) Force India - 102 pontos
5) Renault - 92 pontos
6) Haas - 84 pontos
7) McLaren - 58 pontos
8) Toro Rosso - 30 pontos
9) Sauber - 27 pontos
10) Williams - 7 pontos



Hamilton é pole no Japão

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Lewis Hamilton brilhou novamente e conquistou a pole position do GP do Japão, décima sétima etapa do Mundial de Fórmula-1. As duas Mercedes largarão na primeira fila, com Valtteri Bottas em segundo. Hamilton teria conseguido a melhor posição em Suzuka de qualquer maneira, mas a Ferrari tratou de ajudar. De novo! Completamente perdida no acerto do carro desde sexta-feira, a equipe italiana se superou negativamente no Q3, a última parte do treino de classificação.
Com uma grande probabilidade de voltar a chover (a chuva caiu rapidamente no final do Q2), a equipe vermelha largou seus dois pilotos com pneus intermediários, com a pista seca naquele momento. Hamilton e Bottas já foram para as suas tentativas com pneus para o seco. Vendo o erro da Ferrari, Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen anunciaram pelo rádio que voltariam para os boxes para colocar pneus slicks. Enquanto isto, Hamilton marcava o primeiro tempo, acompanhado de seu companheiro.
Quando as Ferrari voltaram, começou a cair os primeiros pingos de chuva. Tanto Raikkonen – em primeiro – quanto Vettel – logo depois - escaparam da pista quando subiram em zebras já molhadas. Não dava para fazer mais nada. Tanto que Hamilton e Bottas ainda trocaram pneus para tentar baixar mais seus tempos mas encontraram o asfalto já bem molhado e desistiram.
Em entrevista para o ex-piloto David Coulthard, após ter colocado as mãos sobre o aerofólio traseiro de sua Mercedes (foto aí de cima) – um gesto parecido com o de Ayrton Senna antes da fatídica corrida de 1994, em Ímola -, Hamilton inclusive comentou sobre o erro da Ferrari, perguntado pelo escocês:
- Vi agora pelos tempos no monitor que eles pegaram pista molhada, e nessas condições, não dava para eles fazerem nada. Nossa equipe trabalhou duro nos últimos meses para acertar o carro, e a prevenção desse tipo de erro e a tranquilidade nos momentos decisivos também fazem parte da organização de uma equipe.

Resultado da classificação:
1) L. Hamilton - Mercedes - 1min27s760
2) V. Bottas - Mercedes - 1min28s059
3) M. Verstappen - Red Bull - 1min29s057
4) K. Raikkonen - Ferrari - 1min29s521
5) R. Grosjean - Haas - 1min29s761
6) B. Hartley - Toro Rosso - 1min30s023
7) P. Gasly - Toro Rosso - 1min30s093
8) E. Ocon - Force India - 1min30s126
9) S. Vettel - Ferrari - 1min32s192
10) S. Perez - Force India - 1min37s229

11) C. Leclerc - Sauber
12) K. Magnussen - Haas
13) C. Sainz Jr - Renault
14) L. Stroll - Williams
15) D. Ricciardo - Red Bull

16) N. Hulkenberg - Renault
17) S. Sirotkin - Williams
18) F. Alonso - McLaren
19) S. Vandoorne - McLaren
20) M. Ericsson - Sauber



Resultado do terceiro treino livre do GP do Japão

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

1) L. Hamilton - Mercedes - 1min29s599
2) S. Vettel - Ferrari - a 0s116
3) K. Raikkonen - Ferrari - a 0s455
4) M. Verstappen - Red Bull - a 0s705
5) V. Bottas - Mercedes - a 0s823
6) D. Ricciardo - Red Bull - a 0s875
7) E. Ocon - Force India - a 1s489
8) S. Perez - Force India - a 1s884
9) C. Sainz Jr - Renault - a 1s914
10) K. Magnussen - Haas - a 1s922
11) R. Grosjean - Haas - a 2s037
12) C. Leclerc - Sauber - a 2s161
13) B. Hartley - Toro Rosso - a 2s431
14) L. Stroll - Williams - a 2s602
15) N. Hulkenberg - Renault - a 2s625
16) M. Ericsson - Sauber - a 2s843
17) F. Alonso - McLaren - a 3s009
18) S. Sirotkin - Williams - a 3s032
19) S. Vandoorne - McLaren - a 3s435
20) P. Gasly - Toro Rosso - a 3s506



Hamilton mais rápido no Japão

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Lewis Hamilton dominou o primeiro dia de treinos livres para o GP do Japão, décima sétima etapa do Mundial de Fórmula-1, com extrema facilidade, sendo o mais rápido nas duas sessões. À tarde em Suzuka, o tetracampeão da Mercedes colocou quase meio segundo em cima do companheiro Valtteri Bottas e mais de 8 décimos de segundo sobre Sebastian Vettel. Se a Ferrari não reagir no terceiro treino livre e, principalmente, na classificação, Hamilton abrirá a diferença, hoje de 50 pontos, para o rival Vettel com uma tranquilidade muito grande, provando que a equipe italiana não evoluiu em nada depois da grande vitória do piloto alemão em Spa-Francorchamps.
Na primeira sessão, na noite de quinta-feira pelo nosso horário, Pierre Gasly fez uma enorme bobagem ao praticamente parar o carro antes da chicane que encerra o traçado de Suzuka. Hamilton vinha em volta rápida e só não bateu muito forte na traseira da Toro Rosso do francês devido à grande perícia e habilidade ao volante do tetracampeão. Pelo menos publicamente, Gasly recebeu apenas uma advertência da direção de prova.

Segundo treino livre no Japão:
1.   Hamilton, Mercedes, 1:28:217
2.   Bottas, Mercedes, a 0:461
3.   Vettel, Ferrari, a 0:833
4.   Verstappen, Red Bull, a 1:040
5.   Raikkonen, Ferrari, a 1:281
6.   Ricciardo, Red Bull, a 1:281
7.   Ocon, Force India, a 1:818
8.   Grosjean, Haas, a 2:223
9.   Ericsson, Sauber, a 2:261
10. Hartley, Toro Rosso, a 2:285
11. Perez, Force India, a 2:293
12. Hulkenberg, Renault, a 2:427
13. Gasly, Toro Rosso, a 2:578
14. Sainz Jr., Renault, a 2:687
15. Leclerc, Sauber, a 2:689
16. Magnussen, Haas, a 2:739
17. Alonso, McLaren, a 2:771
18. Sirotski, Williams, a 2:870
19. Stroll, Williams, a 2:998
20. Vandoorne, McLaren, a 3:764



Quem vence no Japão?

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Vamos então para a décima sétima etapa do ano? Faltando cinco corridas e com 50 pontos atrás de Lewis Hamilton, Sebastian Vettel não tem mais chances de chegar ao título por conta própria. Ou seja, ele terá de secar o inglês.
As apostas devem ser colocadas nos comentários deste post (clicando em "Ler tudo" no fim do post) ou serem enviadas para o meu e-mail (danieldias10259@gmail.com) ou (diasaovolante@diasaovolante.com) até cinco minutos antes do início do treino de classificação no sábado. Boa sorte!

Regulamento e itens para Suzuka:
Pole: sobrenome do piloto
Vencedor: sobrenome do piloto
Segundo colocado da prova: sobrenome do piloto
Terceiro colocado da prova: sobrenome do piloto
Quarto colocado da prova: sobrenome do piloto
Quinto colocado da prova: sobrenome do piloto
Último colocado da prova (segundo a cronometragem oficial da FIA): sobrenome do piloto
Desafio: Suzuka é um autódromo da Honda. Então, simples: em qual posição termina o piloto mais bem classificado da Toro Rosso/Honda na corrida?

Para acompanhar ao vivo todos os lances no Japão:
Quinta-feira: 22h, primeiro treino livre, pelo SporTV.
Sexta-feira: 2h, segundo treino livre, pelo SporTV.
Sábado: meia noite, terceiro treino livre, 3h, classificação, ambos  pelo SporTV.
Domingo: 2h10min, corrida, pela Globo.



O Bolão depois da Rússia

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Campeão em 2014, o Natanael foi o grande vencedor do GP da Rússia, ao lado do Lewis Hamilton, e entrou de vez na briga por mais um título aqui no Bolão. O Gabriel e o Ismael ficaram em segundo em Sochi e mantiveram os 5 pontos de diferença entre eles na ponta da nossa brincadeira. E não descansem, o GP do Japão já vem no próximo domingo.

Parâmetros utilizados na Rússia:
Pole: BOTTAS
Vencedor: HAMILTON
Segundo colocado da prova: BOTTAS
Terceiro colocado da prova: VETTEL
Quarto colocado da prova: RAIKKONEN
Quinto colocado da prova: VERSTAPPEN
Último colocado da prova (segundo a cronometragem oficial da FIA): HARTLEY
Desafio: a Mercedes venceu todas as quatro provas disputadas no circuito de Sochi, as duas primeiras com o Hamilton, a terceira com o Rosberg e no ano passado com o Bottas. Então, quero saber em que posição o segundo piloto da Mercedes, o Bottas, termina na corrida de domingo? SEGUNDO

Rússia:
1) Natanael Felipe Rhoden - 120 pontos
2) Gabriel Dias - 105 pontos
2) Marcelo Vieira - 105 pontos
2) Maurício Dias - 105 pontos
2) Ismael Reichert - 105 pontos
6) Francisco Cavalin - 95 pontos
7) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 85 pontos
8) Daniel Cardoso - 60 pontos
9) Luis Mauro Gonçalves Rosa - 40 pontos
10) Eduardo Saraiva - 30 pontos
11) Tiago Reimann - 25 pontos
11) Guilherme Vieira - 25 pontos
13) Daniel Dias - 20 pontos
14) Luiz Herrera - 10 pontos
14) Mauro - 10 pontos
16) Daniel Jacques - 0 ponto
16) Romário Braga - 0 ponto
16) Marcelo Pereira - 0 ponto
16) André Borges - 0 ponto
16) Matteus Saldanha - 0 ponto
16) Pedro Henrique - 0 ponto

Total:
1) Gabriel Dias - 585 pontos
2) Ismael Reichert - 580 pontos
3) Marcelo Vieira - 545 pontos
3) Natanael Felipe Rhoden - 545 pontos
5) Maurício Dias - 505 pontos
6) Mauro - 460 pontos
7) Daniel Dias - 420 pontos
8) Daniel Cardoso - 410 pontos
9) Luiz Herrera - 370 pontos
10) Luis Mauro Gonçalves Rosa - 345 pontos
11) Francisco Cavalin - 340 pontos
12) Marcelo Pereira - 310 pontos
13) Mário Gayer do Amaral (Professor) 300 pontos
14) Guilherme Vieira - 295 pontos
15) Matteus Saldanha - 250 pontos
16) Tiago Reimann - 235 pontos
17) André Borges - 215 pontos
18) Eduardo Saraiva - 175 pontos
19) Pedro Henrique - 125 pontos
20) Romário Braga - 45 pontos
21) Daniel Jacques - 25 pontos



Hamilton vence na Rússia

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·



Lewis Hamilton venceu neste domingo o GP da Rússia e colocou 50 pontos de vantagem sobre Sebastian Vettel no Mundial de Fórmula-1. Valtteri Bottas foi o segundo em Sochi, à frente do alemão da Ferrari. Depois, vieram Kimi Raikkonen e o grande nome do dia, Max Verstappen, que largou lá atrás no grid - por conta de uma punição na classificação por ter peças de seu motor trocadas. O holandês da Red Bull fez várias ultrapassagens na primeira parte da prova e chegou a liderar, até a parada de box para troca de pneus.
O GP da Rússia teve um mal-estar devido à ordem de Toto Wolff, chefe da Mercedes, para que Bottas, o pole position, abrisse passagem para Hamilton durante a corrida. Por conta disso, Hamilton não comemorou a vitória e chegou a sugerir que seu companheiro de equipe pegasse a taça de vencedor no pódio, não aceito por Bottas.
O episódío tem algumas leituras controversas. A primeira é indiscutível: mesmo manchando a ética do esporte, a Mercedes acertou em trocar as posições de seus pilotos. Afinal, Hamilton está disputando o título duramente com uma Ferrari que tem um bom carro nesta temporada, apesar da vantagem do inglês ser grande no campeonato. Não dá para saber o que vem pela frente nas cinco provas restantes – Japão, EUA, México, Brasil e Abu Dhabi.
A segunda leitura é a inexplicável consternação de Hamilton depois da prova. Se ele não gostou da atitude da equipe, tinha duas decisões a tomar. Ou devolvesse a posição para Bottas no final da corrida, quando Vettel não mais ameaçava as Mercedes na corrida, ou nem teria ultrapassado o companheiro na prova.
Do jeito que ficou, Hamilton ficou posando desnecessariamente de bom menino depois da corrida, pedindo desculpas patéticas para Bottas. Repito, a Mercedes acertou ao tomar a decição de ordenar que seu segundo piloto abdicasse da vitória em favor da estrela da equipe. Dane-se o esporte! Tem muito dinheiro envolvido nesta "brincadeira". Por outro lado, não precisava todo o teatro de Hamilton após a prova. Se ele topou o jogo de equipe e manteve o primeiro lugar na bandeirada, deveria ter assumido tudo, sem falso remorso.
Foi tudo muito desnecessário. Hamilton vive seu maior momento na carreira, provavelmente, teria vencido a corrida na pista, sem interferência da equipe. Ele é o grande nome da F-1 no ano e já é praticamente campeão da temporada. Mesmo com o jogo de cena visto neste domingo, a campanha de Hamilton no campeonato não fica nem um pouco manchada, tal a diferença oceânica que separa seu talento para Bottas, que foi muito digno neste domingo ao não aceitar a taça de vencedor proposto por seu companheiro.
A F-1 já volta à pista no próximo domingo com o GP do Japão, em Suzuka. Com o resultado de Sochi, Vettel não mais depende de si próprio para chegar ao título. Com toda a justiça, Hamilton deve selar o penta bem antes da prova derradeira, em Abu Dhabi.

Resultado final do GP da Rússia:
1) L. Hamilton - Mercedes - 1h27min25s181
2) V. Bottas - Mercedes - a 2s545
3) S. Vettel - Ferrari - a 7s487

4) K. Raikkonen - Ferrari - a 16s543
5) M. Verstappen - Red Bull - a 31s016
6) D. Ricciardo - Red Bull - a 1min20s451
7) C. Leclerc - Sauber - a 1min38s390
8) K. Magnussen - Haas - a uma volta
9) E. Ocon - Force India - a uma volta
10) S. Perez - Force India - a uma volta

11) R. Grosjean - Haas - a uma volta
12) N. Hulkenberg - Renault - a uma volta
13) M. Ericsson - Sauber - a uma volta
14) F. Alonso - McLaren - a uma volta
15) L. Stroll - Williams - a uma volta
16) S. Vandoorne - McLaren - a duas voltas
17) C. Sainz Jr - Renault - a duas voltas
18) S. Sirotkin - Williams - a duas volts

19) P. Gasly - Toro Rosso - não completou
20) B. Hartley - Toro Rosso - não completou

Melhor volta - V. Bottas - Mercedes - 1min35s861

Classificação do Mundial de Pilotos:
1) L. Hamilton - Mercedes - 306 pontos
2) S. Vettel - Ferrari - 256 pontos
3) V. Bottas - Mercedes - 189 pontos
4) K. Raikkonen - Ferrari - 186 pontos
5) M. Verstappen - Red Bull - 158 pontos
6) D. Ricciardo - Red Bull - 134 pontos
7) K. Magnussen - Haas - 53 pontos
8) N. Hulkenberg - Renault - 53 pontos
9) F. Alonso - McLaren - 50 pontos
10) S. Perez - Force India - 47 pontos
11) E. Ocon - Force India - 47 pontos
12) C. Sainz Jr - Renault - 38 pontos
13) P. Gasly - Toro Rosso - 28 pontos
14) R. Grosjean - Haas - 27 pontos
15) C. Leclerc - Sauber - 21 pontos
16) S. Vandoorne - McLaren - 8 pontos
17) L. Stroll - Williams - 6 pontos
18) M. Ericsson - Sauber - 6 pontos
19) B. Hartley - Toro Rosso - 2 ponto
20) S. Sirotkin - Williams - 1 ponto

Classificação do Mundial de Construtores:
1) Mercedes - 495 pontos
2) Ferrari - 443 pontos
3) Red Bull - 292 pontos
4) Force India - 94 pontos
5) Renault - 91 pontos
6) Haas - 80 pontos
7) McLaren - 58 pontos
8) Toro Rosso - 30 pontos
9) Sauber - 27 pontos
10) Williams - 7 pontos



Bottas é pole na Rússia

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·


De tempos em tempos, um piloto elege uma determinada pista como sua favorita. É o caso de Valtteri Bottas com o circuito de Sochi, na Rússia. No ano passado, o finlandês venceu a corrida e neste sábado superou o companheiro Lewis Hamilton, conquistando a pole position da décima sexta etapa do Mundial de Fórmula-1. As Mercedes deram um banho nas Ferrari na classificação. Sebastian Vettel foi o terceiro, mais de meio segundo atrás de Bottas, e Kimi Raikkonen, o quarto. O Q3 não teve a presença dos pilotos da Red Bull, punidos por terem trocados peças do motor.
Com 40 pontos à frente de Vettel no campeonato, Hamilton vê cada vez mais perto o sonho de chegar ao penta antes do piloto alemão da Ferrari. Neste sábado, o inglês da Mercedes ainda tentou buscar o tempo de Bottas na última tentativa do Q3 mas errou no segundo setor da pista, quando estava 3 décimos de segundo mais rápido que seu companheiro. De qualquer forma, Hamilton estava feliz logo após o treino e abraçou Bottas calorosamente, enelatecendo o trabalho do finlandês.
Vettel disse que cometeu um erro na parte final de sua volta porque "tinha de arricar para tentar chegar mais perto das Mercedes", segundo reconheceu depois. No entanto, o piloto da Ferrari mostrou esperanças para tentar reverter a situação na corrida de domingo, masrcada para as 8h10min (nosso horário). Na reta final da temporada, parece que a Ferrari vive mesmo apenas de esperanças. Raikkonen reclamou de uma possível atrapalhada de Hamilton em sua tentativa de volta rápida. Entretanto, as imagens da TV mostraram que o piloto inglês não deve sofrer punição porque tirou o carro da frente do finlandês indo pela parte interna da pista.

1) V. Bottas - Mercedes - 1min31s387
2) L. Hamilton - Mercedes - 1min31s532
3) S. Vettel - Ferrari - 1min31s943
4) K. Raikkonen - Ferrari - 1min32s237
5) K. Magnussen - Haas - 1min33s181
6) E. Ocon - Force India - 1min33s413
7) C. Leclerc - Sauber - 1min33s419
8) S. Perez - Force India - 1min33s563
9) R. Grosjean - Haas - 1min33s704
10) M. Ericsson - Sauber - 1min35s196

11) M. Verstappen - Red Bull
12) D. Ricciardo - Red Bull
13) P. Gasly - Toro Rosso
14) C. Sainz Jr - Renault
15) N. Hulkenberg - Renault

16) B. Hartley - Toro Rosso
17) F. Alonso - McLaren
18) S. Sirotkin - Williams
19) S. Vandoorne - McLaren
20) L. Stroll - Williams



Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal