A vida secreta de Ricciardo - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

A vida secreta de Ricciardo

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Continuando com a série A Vida Secreta que a Fórmula-1 faz com o atual grid, o australiano Daniel Ricciardo, de 28 anos, o piloto mais simpático e extrovertido que o circo viu em muitos anos. Para alguns, o meu xará tem mais dentes que um tubarão. E eles estão sempre à mostra. Mas Ricciardo é bem mais que isto. Campeão da Fórmula-3 Inglesa em 2009, Ricciardo herdou o lugar do compatriota Mark Webber na Red Bull, para correr ao lado do tetracampeão Sebastian Vettel, se saindo melhor que o companheiro em 2014. O australiano é um dos pilotos mais completos do momento e, talvez, o mais técnico. Acompanhe suas preferências.

- Além de pilotar um carro de Fórmula-1, qual o seu divertimento favorito?
Daniel Ricciardo: música ao vivo. Sou frequentador frequente de concertos. Pessoalmente, sou brilhante em tocar guitarra! (Risos)

- Qual último filme te fez chorar?
DR: A Culpa é das Estrelas . Vi isto no avião para o Brasil e estava e me vi realmente chorando. Tenho uma teoria de que estar em um avião faz você ficar mais emotivo: ou choro, ou, se é uma comédia, rio muito alto.

- Do que você tem medo?
DR: das coisas comuns: cobras, tubarões e aranhas. Em um nível emocional, diria de arrependimentos. Não que eu os tenha, mas não é algo que eu gostaria de ter.

- O que seus professores disseram sobre você no relatório da escola?
DR:  “fala demais!”

- Você tem “vícios” secretos?
DR: chocolate - acho que como todos os outros pilotos.

- Você coleciona alguma coisa?
DR:  não mais. Costumava colecionar modelos de moto Valentino Rossi, e quando eu era criança, colecionava rolhas - sim, as coisas que fecham uma garrafa de vinho. Toda vez que eu ia com meus pais para um restaurante e eles tinham uma garrafa de vinho, pegava a rolha de cortiça. Ainda não sei por que fazia isso ... foi um pouco estranho.

- O que você mais sente falta de casa quando viaja?
DR:  café da manhã e café da manhã australianos. São coisas completamente subestimadas no resto do mundo.

- Qual foi a sua pior compra?
DR: não gasto estupidamente. Sou muito inteligente com meu dinheiro.

- Qual foi o erro mais embaraçoso que você já fez?
DR: geralmente, não fico envergonhado. E se algo realmente embaraçoso acontecer, eu rio.

- Quando foi a última vez que você ficou realmente brabo?
DR: no Brasil, no ano passado, não na corrida, mas na  classificação. Depois, estive em um evento naquela noite e um cara que me expulsou do lugar. Dia infernal!

- Qual superpoder preferia ter: ser capaz de voar ou ser capaz de se tornar invisível?
DR: ser capaz de voar. Porque alguém tão bonito quanto eu ía desejar ficar invisível! (Risos)

- Você canta no chuveiro - se sim, o que?
DR: sim, muito! Música country, algo simples, que eu posso cantar junto.

- Você acredita no amor à primeira vista?
DR: creio em atração primeiro, o amor leva tempo. Provavelmente agora estou superando este amor à primeira vista. Você tivesse me perguntado há 10 anos, teria dito que sim.

- Qual é a pior coisa sobre ser famoso?
DR: demanda. Muitas pessoas têm seu endereço de e-mail.

- Você pode convidar três pessoas para jantar, que esteja viva ou que já tenha morrido. Quem você convidaria?
DR: um comediante, Adam Sandler ou Will Ferrell, uma menina bonita, Sophia Bush, ela estava em uma série de TV quando eu era mais jovem, e um músico legal, Bob Dylan.

- Qual foi a melhor coisa sobre ser uma criança?
DR: a energia que você teve, sem compromissos.

- O que todos deveriam experimentar uma vez na vida?
DR:
paraquedismo. O sentimento não é natural, está um pouco fora desse mundo.



Sem comentários

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal