Vitória de Vettel para a História - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Vitória de Vettel para a História

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·




Sebastian Vettel escreveu um novo capítulo na história da Fórmula-1 neste domingo ao vencer o GP do Bahrein de forma espetacular. E espetacular é pouco para definir a vitória do tetracampeão. Por que? Porque Vettel correu por quase 40 voltas com um jogo de pneus, o macio, ante as mesmas voltas de Valtteri Bottas com pneus médios, bem mais resistentes. Após a chegada, Vettel revelou para a equipe, depois, para Bottas, que nas 10 últimas voltas ele não tinha mais pneus para resistir ao ataque da Mercedes do finlandês.
Foi uma prova para entrar para a história. Lewis Hamilton, punido em cinco posições no grid de largada por ter troca de câmbio em seu carro, partiu de nono e também para fazer história. Na rodada de troca de pneus, o tetracampeão inglês estava em primeiro lugar. Na troca, colocou pneus médios para ir até o final da corrida. Antes, Hamilton foi vítima do atabalhoado Max Verstappen, logo após a largada.
Afoito como sempre, o holandês botou o carro para cima da Mercedes. Felizmente, sobrou apenas para o piloto da Red Bull, com um pneu traseiro furado e suspensão comprometida. Aliás, as duas Red Bull ficaram na segunda volta da prova no circuito de Sakhir. A outra, de Daniel Ricciardo, teve problemas elétrico e foi obrigada a abandonar.
No entanto, a desistência mais dramática da segunda etapa do campeonato foi a de Kimi Raikkonen, segundo colocado no grid de largada. Na segunda parada de box, o pneu traseiro esquerdo do carro de número 7 ficou preso. Mesmo assim, o responsável pela autorização de retorno do carro à pista deu o sinal positivo. Raikkonen acelerou e passou por cima da perna esquerda de um mecânico que tentava retirar a roda velha.
Imediatamente, Maurizio Arrivabene, o chefe da equipe, ordenou que Raikkonen parasse definitivamente, pois estava com três pneus vermelhos e um amarelo, o antigo, o que fere o regulamento. O campeão de 2007 desceu rapidamente do carro e foi saber do estado do mecânico. Segundo o boletim médico do circuito, o integrante da Ferrari teve fratura exposta.
Além da gigantesca conquista de Vettel, líder do campeonato com 50 pontos, a prova barenita teve o destaque da quarta posição do francês Pierre Gasly com a Toro Rosso com o motor Honda, que foi renegado pela McLaren no ano passado. E um detalhe final e que ilustra o dia ainda mais: se não tivesse ocorrido o incidente com Raikkonen, Vettel teria parado na volta seguinte para colocar pneus supermacios. Com a confusão, o box foi fechado, forçando a decisão de Vettel continuar com os pneus macios até o final.

1) S. Vettel – Ferrari – 1h32min01s940
2) V. Bottas – Mercedes – a 0s699
3) L. Hamilton – Mercedes – a 6s512

4) P. Gasly – Toro Rosso – a 1min02s234
5) K. Magnussen – Haas – a 1min15s046
6) N. Hulkenberg – Renault – a 1min39s024
7) F. Alonso – McLaren – a uma volta
8) S. Vandoorne – McLaren – a uma volta
9) M. Ericsson – Sauber – a uma volta
10) E. Ocon – Force India – a uma volta

11) C. Sainz Jr – Renault – a uma volta
12) S. Perez – Force India – a uma volta
13) B. Hartley – Toro Rosso – a uma volta
14) C. Leclerc – Sauber – a uma volta
15) R. Grosjean – Haas – a uma volta
16) L. Stroll – Williams – a uma volta
17) S. Sirotkin – Williams – a uma volta

18) K. Raikkonen – Ferrari – não completou
19) M. Verstappen – Red Bull – não completou
20) D. Ricciardo – Red Bull – não completou

Volta mais rápida – V. Bottas – Mercedes – 1min33s740



1 comentário
Média dos votos: 115.0/5
Mauro
2018-04-08 19:51:21
Vettel espetacular. Esse é GALO.

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal