Williams escolhe o russo - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Williams escolhe o russo

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

A Williams finalmente se decidiu pelo companheiro do canadense Lance Stroll, de 19 anos. Será o russo Sergey Sirotkin, de 22 anos, em detrimento do polonês Robert Kubica. Falou mais alto o barril de dólares colocado por Putin para garantir a vaga para o piloto de seu país. Eu estava torcendo por Kubica, por um monte de motivos, um em especial em favor da própria Williams, mas isto eu falo a seguir.
Não acho que um carro da Fórmula-1, o supra-sumo de tecnologia  e recursos sobre rodas do planeta, tenha de ter adaptações para que um cara com deficiência possa pilotá-lo. Um carro da F-1 tem de ser igual para todos, e isto nada tem a ver com o problema que o Kubica tem na mão direita, praticamente perdida em um acidente no rali em 2011.
O italiano Alessandro Nannini teve uma mão reimplantada depois da queda de um helicóptero em que estava em 1990. Nannini era na época a grande revelação da Benetton e da F-1. No entanto, mesmo com o sucesso da cirurgia de reimplante da mão, o italiano jamais voltou a pilotar um carro de F-1. Foi correr no Mundial de Turismo da FIA, com belas apresentações, em um carro adaptado.
Agora, a opção da Williams por Sirotkin terá consequências, negativas, para a equipe do velho Frank. Nunca uma equipe da F-1 teve êxito com uma dupla de pilotos tão jovem. E nisto, a opção correta seria ter ficado com o Kubica.
Se buscarem todos os começos de pilotos promissores na F-1, verão que sempre teve um cara mais experiente na equipe quando o jovem chegou. Só alguns exemplos:

- Emerson Fittipaldi na Lotus em 70. A equipe de Colin Chapman tinha o austríaco Jochen Rindt, aliás, campeão naquele ano.
- Niki Lauda na Ferrari em 74. A equipe italiana tinha o suíço Clay Regazzoni.
- Nelson Piquet na Brabham em 79. A equipe de Bernie Ecclestone tinha Lauda, que se tornou o professor de Piquet.
- Ayrton Senna na Lotus em 85. A equipe inglesa tinha o italiano Elio de Angelis.
- Michael Schumacher na Benetton em 92. A equipe tinha Piquet.
- Mika Hakkinen na McLaren em 93. A equipe de Ron Dennis tinha Senna.
- Lewis Hamilton na McLaren em 2007. A equipe inglesa tinha o espanhol Fernando Alonso.
- Sebastian Vettel na Red Bull em 2009. A equipe austríaca tinha o australiano Mark Webber.

Portanto, a Williams terá um alívio nos seus cofres, mas sofrerá com esta gurizada.Que não reclame depois...



Sem comentários

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal