03/2018 - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Inveja da Haas

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Pronto! Bastou que a Haas mostrasse um grande trabalho nos treinos e na primeira parte da corrida de Melbourne, até ser traída por seu próprio mecânico, para que as principais rivais começassem a gritar. Nesta quarta, a McLaren e a Force India ameaçaram entrar com um protesto formal contra a equipe norte-americana. Dizem as duas que a parceria da Ferrari com a Haas extrapola as regras do Mundial de F-1. Quais regras? A principal em termos de produção do carro: uma a equipe deve construir seu próprio carro.
Para a McLaren e a Force India, a Haas, além de utilizar motor e câmbio da Ferrrari (o que é permitido), aproveita outros componentes feitos pelos italianos, e – maior queixa contra – usa o túnel de vento da Ferrari.
Nos tempos de Bernie Ecclestone, isso não daria em nada.
Nos tempo de Liberty comandando, não dará em nada.
Não por que a Haas seja norte-americana como a Liberty. É porque essas coisas não passam dos noticiários sensacionalistas de parte da imprensa.



O Bolão depois da Austrália

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Pois é, gostei de ver o Vettel no topo do pódio, apesar de ele não ter merecido (por justiça, o Hamilton deveria ter ganho em Melbourne), mas não gostei nada ter visto o meu nome na frente do Bolão. Vocês não vão deixar assim, né?
Saúdo a volta de todos, em especial a chegada da nossa amiga Mardilê, que já mostrou que entende dos autinhos.
A próxima parada é no Bahrein, daqui a duas semanas.

Parâmetros utilizados na Austrália:
Pole: HAMILTON
Vencedor: VETTEL
Segundo colocado da prova: HAMILTON
Terceiro colocado da prova: RAIKKONEN
Quarto colocado da prova: RICCIARDO
Quinto colocado da prova: ALONSO
Último colocado da prova (segundo a cronometragem oficial da FIA): SIROTKIN
Desafio: em qual posição o anfitrião Daniel Ricciardo termina na corrida? QUARTO
Austrália:
1) Daniel Dias - 60 pontos
2) Luis Mauro Gonçalves Rosa - 45 pontos
3) Gabriel Dias - 35 pontos
4) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 30 pontos
5) André Borges - 25 pontos
5) Matteus Saldanha - 25 pontos
5) Mardilê Friedrich Fabre - 25 pontos
8) Guilherme Vieira - 20 pontos
8) Natanel Felipe Rhoden - 20 pontos
8) Ismael Reichert - 20 pontos
11) Daniel Cardoso - 10 pontos
12) Luiz Herrera - 5 pontos
12) Marcelo Vieira - 5 pontos
12) Pedro Henrique - 5 pontos
12) Maurício Dias - 5 pontos
12) Tiago Reimann - 5 pontos
12) Mauro - 5 pontos
18) Francisco Cavalin - 0 ponto

Total:
1) Daniel Dias - 60 pontos
2) Luis Mauro Gonçalves Rosa - 45 pontos
3) Gabriel Dias - 35 pontos
4) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 30 pontos
5) André Borges - 25 pontos
5) Matteus Saldanha - 25 pontos
5) Mardilê Friedrich Fabre - 25 pontos
8) Guilherme Vieira - 20 pontos
8) Natanel Felipe Rhoden - 20 pontos
8) Ismael Reichert - 20 pontos
11) Daniel Cardoso - 10 pontos
12) Luiz Herrera - 5 pontos
12) Marcelo Vieira - 5 pontos
12) Pedro Henrique - 5 pontos
12) Maurício Dias - 5 pontos
12) Tiago Reimann - 5 pontos
12) Mauro - 5 pontos
18) Francisco Cavalin - 0 ponto



Vettel vence na Austrália

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·




Sebastian Vettel venceu a primeira corrida do ano, na madrugada de sábado para domingo, para nós brasileiros, na Austrália. Para a Fórmula-1, excelente resultado. Mas vão aí algumas considerações. O Vettel teria vencido se não tivesse entrado o maldito safety car virtual, provocado pelo péssimo trabalho da Haas no carro do Romain Grosjean, que antes não soube trocar os pneus do carro do Kevin Magnussen? Não sou dono da verdade, mas, apesar da sempre confessada minha torcida para o Vettel, o resultado da corrida teria sido outro.
Por que? Por uma simples razão. Ninguém controla o ritmo de prova de cada piloto durante o safety car vitual. Com esse troço em ação, Vettel entrou nos boxes para trocar os pneus e voltou para a pista em primeiro, â frente de Hamilton e Kimi Raikkonen.
Não quero tirar os méritos da vitória da Ferrari em Melbourne, mas ficou estranho. Repito, para o campeonato, a vitória de Vettel em cima de Hamilton, foi ótimo, mas... Vamos ver o que acontece pela frente.

1) S. Vettel – Ferrari – 1h29min33s283
2) L. Hamilton – Mercedes – a 5s036
3) K. Raikkonen – Ferrari – a 6s309

4) D. Ricciardo – Red Bull – a 7s069
5) F. Alonso – McLaren – a 27s886
6) M. Verstappen – Red Bull – a 28s945
7) N. Hulkenberg – Renault – a 32s671
8) V. Bottas – Mercedes – a 34s339
9) S. Vandoorne – McLaren – a 34s921
10) C. Sainz Jr – Renault – a 45s722

11) S. Perez – Force India – a 46s817
12) E. Ocon – Force India – a 1min00s278
13) C. Leclerc – Sauber – a 1min15s759
14) L. Stroll – Williams – a 1min18s288
15) B. Hartley – Toro Rosso – a uma volta

16) R. Grosjean – Haas – não completou
17) K. Magnussen – Haas – não completou
18) P. Gasly – Toro Rosso – não completou
19) M. Ericsson – Sauber – não completou
20) S. Sirotkin – Williams – não completou

Volta mais rápida – D. Ricciardo – Red Bull – 1min25s945



Hamilton é pole na Austrália

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·




Lewis Hamilton foi soberbo e conquistou a pole position do GP da Austrália, deixando as Ferrari de Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel na sua traseira, com mais de meio segundo de vantagem. A briga pela primeira posição foi intensa. No Q2, Vettel terminou em primeiro, mostrando que a briga entre Ferrari e Mercedes seria justa. Na parte final do Q3, no entanto, Hamilton foi magnifico e conquistou a pole. Valtteri Bottas, mostrando que não é desta turma, bateu feio na abertura de sua volta rápida no Q3.

1) L Hamilton - Mercedes - 1min21s164
2) K. Raikkonen - Ferrari - a 0s664
3) S. Vettel - Ferrari - a 0s674
4) M. Verstappen - Red Bull - a 0s715
5) D. Ricciardo - Red Bull - a 0s988 - perderá 3 posições
6) K. Magnussen - Haas - a 2s023
7) R. Grosjean - Haas - a 2s175
8) N. Hulkenberg - Renault - a 2s368
9) C. Sainz Jr - Renault - a 2s413
10) V. Bottas - Mercedes - sem tempo - perderá 5 posições

11) F. Alonso - McLaren
12) S. Vandoorne - McLaren
13) S. Perez - Force India
14) L. Stroll - Williams
15) E. Ocon - Force India

16) B. Hartley - Toro Rosso
17) M. Ericsson - Sauber
18) C. Leclerc - Sauber
19) S. Sirotkin - Willams
20) P. Gasly - Toro Rosso



Resultado do treino livre 3

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

1) S. Vettel – Ferrari – 1min26s067
2) K. Raikkonen – Ferrari – a 2s432
3) M. Ericsson – Sauber – a 2s823
4) M. Verstappen – Red Bull – a 5s613
5) C. Sainz Jr – Renault – a 7s105
6) D. Ricciardo – Red Bull – a 7s976
7) V. Bottas – Mercedes – a 8s107
8) L. Hamilton – Mercedes – a 8s158
9) S. Vandoorne – McLaren – a 8s166
10) F. Alonso – McLaren – a 8s231
11) P. Gasly – Toro Rosso – a 8s923
12) B. Hartley – Toro Rosso – a 9s371
13) S. Sirotkin – Williams – a 9s522
14) L. Stroll – Williams – a 9s761
15) R. Grosjean – Haas – a 10s104
16) C. Leclerc – Sauber – a 10s381
17) K. Magnussen – Haas – a 10s740
18) N. Hulkenberg – Renault – a 12s415
19) E. Ocon – Force India – sem tempo
20) S. Perez – Force India – em tempo



Hamilton confirma à tarde em Melbourne

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Lewis Hamilton mostrou no segundo treino livre na Austrália a velocidade plena da Mercedes, fechando em primeiro com pouco mais de um décimo de segundo sobre Max Verstappen, que comprova a grande evolução do carro da Red Bull novamente projetado por Adrian Newey. Daniel Ricciardo, o outro da equipe austríaca, teve problemas na hora de usar os pneus ultramacios e ficou apenas em sétimo, atrás da boa Haas de Romain Grosjean.
Na parte da tarde em Melbourne, as Ferrari finalmente usaram os pneus roxos, e também foram bem, completando em quarto com Kimi Raikkonen com um tempo praticamente igual ao da segunda Mercedes, de Valtteri Bottas. Sebastian Vettel foi o primeiro a utilizar os pneus ultramacios no segundo treino e não voou como se esperava, terminando em quinto. No entanto, o tetracampeão deve voltar bem mais rápido para o terceiro treino livre e especialmente para a classificação.
O primeiro dia de treinos para a prova inaugural da nova temporada foi o que todos já esperavam, com a Mercedes de Hamilton ainda dominando, mas trazendo as Ferrari e as Red Bull muito próximas.

1) L. Hamilton – Mercedes – 1min23s931
2) M. Verstappen – Red Bull – 1min24s058
3) V. Bottas – Mercedes – 1min24s159
4) K. Raikkonen – Ferrari – 1min24s214
5) S. Vettel – Ferrari – 1min24s451
6) R. Grosjean – Haas – 1min24s648
7) D. Ricciardo – Red Bull – 1min24s721
8) F. Alonso – McLaren – 1min25s200
9) K. Magnussen – Haas – 1min25s246
10) S. Vandoorne – McLaren – 1min25s285
11) C. Sainz Jr – Renault – 1min25s390
12) S. Perez – Force India – 1min25s413
13) N. Hulkenberg – Renault – 1min25s463
14) L. Stroll – Williams – 1min25s543
15) E. Ocon – Force India – 1min25s888
16) B. Hartley – Toro Rosso – 1min25s925
17) P. Gasly – Toro Rosso – 1min25s945
18) S. Sirotkin – Williams – 1min25s974
19) M. Ericsson – Sauber – 1min26s814
20) C. Leclerc – Sauber – 1min26s815



Mercedes pula na frente na Austrália

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

No primeiro treino livre da temporada, em Melbourne, a Mercedes mostrou que realmente fez quilometragem na pré-temporada, na qual nem colocou os pneus mais rápidos. Nesta quinta, Lewis Hamilton e Valtteri Bottas foram para a pista com os ultramacios e fizeram os melhores tempos, seguidos pela Red Bull. As Ferrari agiram ao contrário, rodando com pneus macios e colocando os supermacios (não os mais rápidos) apenas no final da sessão. Vamos ver como será o comportamento da equipe italiana logo mais, às 2h da madrugada.

1) L. Hamilton – Mercedes – 1min24s026
2) V. Bottas – Mercedes – 1min24s577
3) M. Verstappen – Red Bull – 1min24s771
4) K. Raikkonen – Ferrari – 1min24s875
5) S. Vettel – Ferrari – 1min24s995
6) D. Ricciardo – Red Bull – 1min25s063
7) R. Grosjean – Haas – 1min25s730
8) F. Alonso – McLaren – 1min25s896
9) C. Sainz Jr – Renault – 1min25s922
10) S. Vandoorne – McLaren – 1min26s482
11) P. Gasly – Toro Rosso – 1min26s494
12) S. Sirotkin – Williams – 1min26s536
13) N. Hulkenberg – Renault – 1min26s583
14) E. Ocon – Force India – 1min26s605
15) L. Stroll – Williams – 1min26s636
16) S. Perez – Force India – 1min26s767
17) K. Magnussen – Haas – 1min27s035
18) B. Hartley – Toro Rosso – 1min27s745
19) M. Ericsson – Sauber – 1min27s964
20) C. Leclerc – Sauber – 1min28s853



Uma dupla de olho no penta

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Coluna publicada originalmente no site Esporte de Fato, do meu amigo Luiz Humberto, do Rio - É uma impressão em tempos cada vez mais conturbados e velozes, uma ilusão do relógio dos nossos dias. Mas as férias da Fórmula-1 parecem mesmo ter passado mais depressa, assim como os próprios bólidos de 2018. No próximo fim de semana, no circuito de Albert Park, na Austrália, tem início a nova temporada da saga entre o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, e o inglês Lewis Hamilton, da Mercedes.
Campeão no ano passado, Hamilton conquistou o direito de brigar pelo penta diretamente contra seu principal oponente, tetracampeão pela Red Bull, de 2010 a 2013. Em comum, além dos quatro títulos, os dois lutam pela condição de "Melhor Piloto do Mundo de Seu Tempo", como já o foram o italiano Tazio Nuvolari, o argentino Juan Manuel Fangio, o escocês Jim Clark, o austríaco Niki Lauda, o brasileiro Ayrton Senna e o alemão Michael Schumacher.
O gigantesco duelo entre Hamilton, de 33 anos, e Vettel, de 30, pode marcar ainda um outro desempate. Em 67 temporadas do Mundial de Fórmula-1, iniciado em 1950, a Inglaterra e a Alemanha têm 12 títulos cada uma.
Curiosamente, Hamilton compete atualmente em uma equipe alemã, enquanto Vettel está a bordo de um carro italiano. Ambas escuderias são fabricantes de seu próprio motor, o coração de um veículo de competição.
Ao mesmo tempo em que a Mercedes parte atrás de seu quinto campeonato seguido, a Ferrari entra no décimo primeiro ano do último título, conseguido em 2007 pelo finlandês Kimi Raikkonen, atual companheiro de Vettel.
Como a tradição norteia os destinos da escuderia italiana, Raikkonen, apesar de ser só um escudeiro do alemão, é reverenciado pelos tifosi, os fanáticos torcedores ferraristas, justamente pelo campeonato de 2007. Assim aconteceu também com o sul-africano Jody Scheckter, campeão pela Ferrari em 1979, porque a escuderia amargou depois 21 anos sem um título, só recuperado por Schumacher em 2000.
Os dois gladiadores do Século 21 são extra-classe e contam em seus currículos com números similares. Hamilton tem 62 vitórias em 208 corridas, 72 poles positions e 117 pódios. Vettel tem 47 vitórias em 196 GPs, 50 poles e 97 subidas ao pódio.
A nova temporada deve se concentrar nos dois rivais de pista. Se alguém se intrometer nesta batalha não serão os dois segundos pilotos, os finlandeses Valtteri Bottas, pela Mercedes, e Raikkonen, pela Ferrari.
Se a festa de 2018 tiver penetras, eles virão da austríaca Red Bull, com o sorridente e ótimo australiano Daniel Ricciardo e o irreverente holandês Max Verstappen, o maior nome surgido na Fórmula 1 desde Vettel. A Renault e a McLaren podem aparecer bem na foto, mas isto só começaremos a ver a partir do próximo fim de semana.
Boa temporada a todos!



Quem vence na Austrália?

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Amantes dos autinhos, até que estas férias de três meses da Fórmula-1 se passaram rapidinho, né? E neste fim de semana os carros vão para a pista oficialmente, depois de uma pré-temporada de duas semanas em Barcelona dominada pela Ferrari. Porém, tudo leva a crer que a Mercedes não mostrou todo o seu potencial em Montmeló. O real panorama virá no terceiro treino livre no circuito de Albert Park, na nossa madrugada de sábado antes do treino de classificação. Vamos de novo, pessoal? Boa sorte a todos!
As apostas devem ser colocadas nos comentários deste post (clicando em "Ler tudo" no fim do post) ou serem enviadas para o meu e-mail (danieldias10259@gmail.com) ou (diasaovolante@diasaovolante.com) até cinco minutos antes do início do treino de classificação no sábado. Boa sorte!

Regulamento e itens para Albert Park:
Pole: sobrenome do piloto
Vencedor: sobrenome do piloto
Segundo colocado da prova: sobrenome do piloto
Terceiro colocado da prova: sobrenome do piloto
Quarto colocado da prova: sobrenome do piloto
Quinto colocado da prova: sobrenome do piloto
Último colocado da prova (segundo a cronometragem oficial da FIA): sobrenome do piloto
Desafio: em qual posição o anfitrião Daniel Ricciardo termina na corrida?

Para acompanhar ao vivo todos os lances de Melbourne:
Quinta-feira: 22h, primeiro treino livre, pelo SporTV.
Sexta-feira: 2h, segundo treino livre, meia-noite, terceiro treino livre, ambos pelo SporTV.
Sábado: 3h, classificação, pelo SporTV.
Domingo: 2h10min, pela Globo.



Bolão temporada 2018

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Olá, amantes dos autinhos. Vamos para o nosso Bolão? Nesta terça, colocarei os itens para as apostas do GP da Austrália, marcado para este fim de semana, dia 25. Neste ano, vamos ter menos itens para que as apostas e a apuração fiquem mais rápidas, assim como os novos carros, além de um desafio, sempre relacionado ao país da etapa. Por exemplo, na primeira prova, o desafio será: em qual posição chegará o anfitrião Daniel Ricciardo na Austrália?

Regulamento e itens:
Pole: sobrenome do piloto - 5 pontos
Vencedor: sobrenome do piloto - 25 pontos
Segundo colocado da prova: sobrenome do piloto - 20 pontos
Terceiro colocado da prova: sobrenome do piloto - 15 pontos
Quarto colocado da prova: sobrenome do piloto - 10 pontos
Quinto colocado da prova: sobrenome do piloto - 5 pontos
Último colocado da prova (segundo a cronometragem oficial da FIA): sobrenome do piloto - 15 pontos
Desafio, um diferente a cada prova, relacionado ao país-sede da etapa: 15 pontos
Gabaritar os cinco primeiros na ordem certa de classificação da prova - 15 pontos
Acertar os cinco primeiros no final da prova sem a ordem exata - 5 pontos



Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal