04/2018 - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Vitória constrangedora de Hamilton

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

A Fórmula-1 e o automobilismo têm disto. Pode um piloto vencer uma corrida sem ter feito absolutamente nada para merecer? Pode! É o que vimos neste domingo no Azerbaijão. Lewis Hamilton tomou vareio de todo mundo nos treinos e na corrida, mas, em um somatório de coisas, o cara se viu em primeiro depois de Sebastian Vettel ter errado ao tentar recuperar a liderança na saída do safety car no final da corrida. Nesse momento, Vettel atrasou a freada para buscar a ultrapassagem sobre Valtteri Bottas e caiu para quarto, atrás de Bottas, Hamilton e Kimi Raikkonen. Depois, perderia mais uma posição, para Sergio Perez.
Na corrida normal, a Ferrari deu um banho na Mercedes, como já tinha dado em todo o fim de semana. A posição no final da corrida, com Bottas na ponta, foi fruto da entrada do safety car devido à batida dos dois sujeitos da Red Bull. Se estranhando desde a largada, Daniel Ricciardo e Max Verstappen fizeram a corrida inteira, até a batida patética, lado a lado. E, pela primeira vez na vida, alguém que bate atrás não é o culpado. Verstappen ficou zigazeando na frente e forçou a colisão do australiano. O Ricciardo poderia ter tirado o pé? Acho que não. Às vezes, uma coisa destas serve para impor respeito. Estou contigo, Xará!
A vitória constrangedora de Hamilton, tanto que o inglês nem festejou no pódio, se materializou depois que o líder Bottas passou em cima de detritos e teve o pneu traseiro direito furado, na abertura da penúltima volta. É evidente que o Hamilton não tem nada a ver com os azares dos oponentes, mas vencer desta forma não é bonito, embora, indo na contramão do título do famoso filme italiano, a vida nem sempre é bela...
Daqui a duas semanas, a F-1 desembarca em Barcelona, com um cenário amplamente favorável à Ferrari, apesar da efêmera liderança de Hamilton na tabela de pontuação. O domingo da F-1 bem que poderia terminar com um: "ora bolas!"

Resultado final do GP do Azerbaijão:
1) L. Hamilton – Mercedes – 1h43min44s291
2) K. Raikkonen – Ferrari – a 2s460
3) S. Perez – Force India – a 4s024

4) S. Vettel – Ferrari – a 5s329
5) C. Sainz Jr – Renault – a 7s515
6) C. Leclerc – Sauber – a 9s158
7) F. Alonso – McLaren – a 10s931
8) L. Stroll – Williams – a 12s546
9) S. Vandoorne – McLaren – a 14s152
10) B. Hartley – Toro Rosso – a 18s030

11) M. Ericsson – Sauber – a 18s512
12) P. Gasley – Toro Rosso – a 24s720
13) K. Magnussen – Haas – a 30s663

14) V. Bottas – Mercedes – não completou
15) R. Grosjean – Haas – não completou
16) M. Verstappen – Red Bull – não completou
17) D. Ricciardo – Red Bull – não completou
18) N. Hulkenberg – Renault – não completou
19) E. Ocon – Force India – não completou
20) S. Sirotkin – Williams – não completou

Melhor volta – V. Bottas – Mercedes – 1min45s149

Classificação do  Mundial de Pilotos:
1) L. Hamilton – Mercedes – 70 pontos
2) S. Vettel – Ferrari – 66 pontos
3) K. Raikkonen – Ferrari – 48 pontos
4) V. Bottas – Mercedes – 40 pontos
5) D. Ricciardo – Red Bull – 37 pontos
6) F. Alonso – McLaren – 28 pontos
7) N. Hulkenberg – Renault – 22 pontos
8) M. Verstappen – Red Bull – 18 pontos
9) S. Perez – Force India – 15 pontos
10) C. Sainz Jr – Renault – 13 pontos
11) P. Gasly – Toro Rosso - 12 pontos
12) K. Magnussen – Haas – 11 pontos
13) C. Leclerc – Sauber – 8 pontos
14) S. Vandoorne – McLaren – 8 pontos
15) L. Stroll – Williams – 4 pontos
16) M. Ericsson – Sauber – 2 pontos
17) E. Ocon – Force India – 1 ponto
18) B. Hartley – Toro Rosso – 1 ponto
19) R. Grosjean – Haas – 0 ponto
20) S. Sirotkin – Williams – 0 ponto

Classificação do Mundial de Construtores:
1) Ferrari – 114 pontos
2) Mercedes – 110 pontos
3) Red Bull – 55 pontos
4) McLaren – 36 pontos
5) Renault – 35 pontos
6) Force India – 16 pontos
7) Toro Rosso – 13 pontos
8) Haas – 11 pontos
9) Sauber – 10 pontos
10) Williams – 4 pontos



Baku, na hora pra valer, Vettel!

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Sebastian Vettel conquistou mais uma pole position na temporada, desta vez, em Baku, circuito de rua da quarta etapa do Mundial de Fórmula-1. Discreto nos treinos da sexta-feira, o tetracampeão da Ferrari mostrou na hora da verdade que é o piloto mais rápido da temporada até o momento. O alemão foi ajudado também no final do Q3 por um erro de seu companheiro Kimi Raikkonen na última curva do circuito. O finlandês vinha com as melhores parciais mas perdeu a traseira do carro em cima da zebra da curva 16. Com muita habilidade, Raikkonen ainda evitou a batida no muro em uma manobra típica de drift (controlar o carro escorregando nas quatro rodas com o movimento do volante ao contrário da curva).
Pole position no ano passado, Lewis Hamilton foi muito bem na terceira parte da classificação e largará em segundo neste domingo, a partir das 9h10min pelo nosso horário. Com os dois pretendentes ao título na primeira fila, teremos uma largada de arrepiar. Valtteri Bottas ficou em terceiro, seguido de Daniel Ricciardo, vencedor da prova em Baku no ano passado e da etapa anterior desta temporada, na China, Max Verstappen e Raikkonen.
Vettel lidera o campeonato com 9 pontos de vantagem sobre Hamilton.

1) S. Vettel – Ferrari – 1min41s498
2) L. Hamilton – Mercedes – 1min41s677
3) V. Bottas – Mercedes – 1min41s837
4) D. Ricciardo – Red Bull – 1min41s911
5) M. Verstappen – Red Bull – 1min41s994
6) K. Raikkonen – Ferrari – 1min42s490
7) E. Ocon – Force India – 1min42s523
8) S. Perez – Force India – 1min42s547
9) N. Hulkenberg – Renault – 1min43s066 – perderá 5 posições
10) C. Sainz Jr – Renault – 1min43s351

11) L. Stroll – Williams
12) S. Sirotkin – Williams
13) F. Alonso – McLaren
14) C. Leclerc – Sauber
15) K. Magnussen – Haas

16) S. Vandoorne – McLaren
17) P. Gasly – Toro Rosso
18) M. Ericsson – Sauber
19) B. Hartley – Toro Rosso
20) R. Grosjean – Haas



Resultado do terceiro treino livre do GP do Azerbaijão

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

1) S. Vettel – Ferrari – 1min43s091
2) L. Hamilton – Mercedes – a 0s361
3) K. Raikkonen – Ferrari – a 0s402
4) M. Verstappen – Red Bull – a 0s428
5) V. Bottas – Mercedes – a 0s478
6) S. Perez – Force India – a 0s845
7) K. Magnussen – Haas – a 0s867
8) L. Stroll – Williams – a 1s032
9) E. Ocon – Force India – a 1s129
10) S. Sirotkin – Williams – a 1s443
11) F. Alonso – McLaren – a 1s672
12) D. Ricciardo – Red Bull – a 1s770
13) P. Gasly – Toro Rosso – a 1s814
14) C. Leclerc – Sauber – a 2s127
15) R. Grosjean – Haas – a 2s170
16) C. Sainz Jr – Renault – a 2s341
17) N. Hulkenberg – Renault – a 2s365
18) S. Vandoorne – McLaren – a 2s414
19) M. Ericsson – Sauber – a 2s819
20) B. Hartley – Toro Rosso – a 3s095



Ricciardo dá as cartas em Baku

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·





Vencedor da etapa anterior da Fórmula-1 e da prova do ano passado em Baku, Daniel Ricciardo, da Red Bull, foi o mais rápido do dia nesta sexta-feira nos dois primeiros treinos livres para o GP do Azerbaijão, quarta etapa da temporada. Para os dois protagonistas do campeonato, o líder Sebastian Vettel e o vice Lewis Hamilton, o dia foi de trabalho de acerto nos carros da Ferrari e da Mercedes. No entanto, na classificação, sábado, os dois devem aparecer lá na frente. A cada ano, os tempos dos treinos livres das sextas-feira são meramente ilustrativos. Os carros de ponta costumam apresentar seu verdadeiro potencial durante as três etapas da classificação. Em Baku, não deve ser diferente.
Seja como for, o circuito esquisito do Azerbaijão parece ser perfeito para o estilo de Ricciardo e para o carro da Red Bull. No entanto, pela lógica do ano até o momento, o australiano não é o favorito para a segunda vitória seguida na temporada e em Baku.

1.   Ricciardo, Red Bull, 1:42:795
2.   Raikkonen, Ferrari, a 0:069
3.   Verstappen, Red Bull, a 0:116
4.   Bottas, Mercedes, a 0:775
5.   Hamilton, Mercedes, a 0:808
6.   Alonso, McLaren, a 0:905
7.   Ocon, Force India, a 1:019
8.   Sainz Jr., Renault, a 1:039
9.   Magnussen, Haas, a 1:182
10. Hulkenberg, Renault a 1:296
11. Vettel, Ferrari, a 1:332
12. Perez, Force India, a 1:347
13. Grosjean, Haas, a 1:630
14. Stroll, Williams, a 1:664
15. Gasly, Toro Rosso, a 1:917
16. Lecrerc, Sauber, a 2:145
17. Sirotkin, Williams, a 2:212
18. Hartley, Toro Rosso, a 2:256
19. Vandoorne, McLaren, a 2:493
20. Ericsson, Sauber, a 3:247



Quem vence no Azerbaijão?

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Vamos para a quarta etapa do Mundial e do nosso Bolão? Vou contar um segredo pra vocês, mas não espalhem: eu odeio esta pista de Baku. Mas como a minha opinião sobre a pista não vale nada, aproveitem.
Apostas devem ser colocadas nos comentários deste post (clicando em "Ler tudo" no fim do post) ou serem enviadas para o meu e-mail (danieldias10259@gmail.com) ou (diasaovolante@diasaovolante.com) até cinco minutos antes do início do treino de classificação no sábado. Boa sorte!

Regulamento e itens para Baku:
Pole: sobrenome do piloto
Vencedor: sobrenome do piloto
Segundo colocado da prova: sobrenome do piloto
Terceiro colocado da prova: sobrenome do piloto
Quarto colocado da prova: sobrenome do piloto
Quinto colocado da prova: sobrenome do piloto
Último colocado da prova (segundo a cronometragem oficial da FIA): sobrenome do piloto
Desafio: Baku é a terra do maior jogador de xadrez da história, o Kasparov, o Príncipe de Baku. Como Baku já pertenceu à União Soviética e à Rússia, quero saber em qual posição o russo Sirotkin, da Williams, termina no domingo?

Para acompanhar ao vivo todos os lances no Azerbaijão:
Sexta-feira: 7h, primeiro treino, 11h, segundo treino livre, ambos pelo SporTV.
Sábado: 8h, terceiro treino livre, 11h, classificação, ambos  pelo SporTV.
Domingo: 9h10min, corrida, pela Globo.



O Bolão depois de Xangai

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·




Campeão de 2015, o Natanael foi o grande vencedor, ao lado do Daniel Ricciardo, do GP da China. Mas, tremem, o Gabriel, atual bicampeão, assumiu a primeira posição do nosso Bolão. Neste post, estamos atualizando alguns pontos por conta de uma falha nossa. Nas duas primeiras corridas, Austrália e Bahrein, somamos 5 pontos para quem acertou os desafios. Como está no regulamento da disputa, o quesito vale 15 pontos. Sorry!

Parâmetros utilizados na China:
Pole: VETTEL
Vencedor: RICCIARDO
Segundo colocado da prova: BOTTAS
Terceiro colocado da prova: RAIKKONEN
Quarto colocado da prova: HAMILTON
Quinto colocado da prova: VERSTAPPEN
Último colocado da prova (segundo a cronometragem oficial da FIA): HARTLEY
Desafio: a Ferrari foi a primeira vencedora da etapa chinesa, com Rubens Barrichello, em 2004. Então, quero saber em qual posição chega o piloto mais bem classificado da equipe italiana no GP da China? TERCEIRO

China:
1) NATANAEL FELIPE RHODEN – 40 PONTOS
2) LUIZ HERRERA – 35 PONTOS
2) MAURO – 35 PONTOS
2) ISMAEL REICHERT – 35 PONTOS
2) EDUARDO SARAIVA – 35 PONTOS
6) MARCELO PEREIRA – 25 PONTOS
7) GABRIEL DIAS – 20 PONTOS
7) LUIS MAURO GONÇALVES ROSA – 20 PONTOS
7) PEDRO HENRIQUE – 20 PONTOS
7) DANIEL CARDOSO – 20 PONTOS
7) MARCELO VIEIRA – 20 PONTOS
7) MAURÍCIO DIAS – 20 PONTOS
7) TIAGO REIMANN – 20 PONTOS
7) ROMÁRIO BRAGA – 20 PONTOS
15) MARDILÊ FRIEDRICH FABRE – 15 PONTOS
16) FRANCISCO CAVALIN – 10 PONTOS
17) GUILHERME VIEIRA – 5 PONTOS
17) MÁRIO GAYER DO AMARAL (PROFESSOR) – 5 PONTOS
17) MATTEUS SALDANHA – 5 PONTOS
20) DANIEL DIAS – 0 PONTO
20) ANDRÉ BORGES – 0 PONTO

TOTAL:
1) GABRIEL DIAS - 115 PONTOS
2) DANIEL DIAS - 105 PONTOS
3) MAURO - 100 PONTOS
4) LUIS MAURO GONÇALVES ROSA - 95 PONTOS
5) ISMAEL REICHERT - 90 PONTOS
6) MATTEUS SALDANHA - 85 PONTOS
6) NATANAEL FELIPE RHODEN - 85 PONTOS
8) MARCELO VIEIRA - 80 PONTOS
9) MAURÍCIO DIAS - 65 PONTOS
10) LUIZ HERRERA - 60 PONTOS
11) MARDILÊ FRIEDRICH FABRE - 55 PONTOS
11) PEDRO HENRIQUE - 55 PONTOS
13) TIAGO REIMANN - 50 PONTOS
13) MARCELO PEREIRA - 50 PONTOS
15) ANDRÉ BORGES - 45 PONTOS
15) MÁRIO GAYER DO AMARAL (PROFESSOR) - 45 PONTOS
15) DANIEL CARDOSO - 45 PONTOS
18) FRANCISCO CAVALIN - 35 PONTOS
18) EDUARDO SARAIVA - 35 PONTOS
20) GUILHERME VIEIRA - 30 PONTOS
21) ROMÁRIO BRAGA - 20 PONTOS



O gigante Ricciardo ganha na China

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·





Daniel Ricciardo, da Red Bull, venceu de forma brilhante o GP da China, terceira etapa da temporada, disputada na madrugada deste domingo, para nós aqui no Brasil. A atuação do australiano foi magnífica em uma corrida emocionante, cheia de alternativas. Ao mesmo tempo, Ricciardo deu uma aula em seu companheiro Max Verstappen, este, com todas as letras, um patife. O atabalhoado piloto holandês bateu em Lewis Hamilton na prova anterior, quase provocou outro acidente com o inglês da Mercedes em Xangai e acabou agora com a corrida de Sebastian Vettel, ao bater no tetracampeão e ainda líder do campeonato em uma manobra desastrada no terço final da prova, no grampo após a grande reta oposta. Inexplicavelmente, o cara aprontou tudo isso e recebeu da direção de prova apenas uma punição de 10 segundos. Com o carro avariado, Vettel se arrastou pela pista e terminou em oitavo.
Mas por que as Red Bull estavam enfiadas no meio de Ferrari e Mercedes na metade da corrida? Por causa da entrada do safety car, por conta de uma batida entre os carros da Toro Rosso. A equipe austríaca foi mais esperta e trocou os pneus de seus pilotos na mesma volta. Graças a isto, Ricciardo e Verstappen puderam brigar pelas primeiras colocações depois. Bem antes, a Ferrari chupou bala ao chamar o pole Vettel para troca de pneus muito tarde, fazendo com que Bottas pudesse descontar a diferença para o líder e superá-lo depois do pit stop do piloto da Ferrari. Quando Verstappen se chocou com a Ferrari, os dois disputavam a terceira posição, atrás de Bottas. A escalada espetacular de Ricciardo já havia acontecido, com ultrapassagens feitas todas na pista do australiano que provavelmente deve ocupar o lugar de Bottas na próxima temporada.
Depois da bandeirada, a transmissão da TV flagrou uma conversa entre Vettel e Verstappen. O holandês pediu desculpas para o tetracampeão, que aceitou e ainda deu um tapinha nas costas do piloto da Red Bull.
A diferença de Vettel para Hamilton, que fez uma prova protocolar em Xangai, diminuiu de 17 para nove pontos. A próxima etapa é no Azerbaijão, daqui a duas semanas.

Resultado final do GP da China:
1) D. Ricciardo – Red Bull – 1h35min36s380
2) V. Bottas – Mercedes – a 8s894
3) K. Raikkonen – Ferrari – a 9s637

4) L. Hamilton – Mercedes – a 16s985
5) M. Verstappen – Red Bull – a 20s436 – 10s acrescido por punição
6) N. Hulkenberg – Renault – a 21s052
7) F. Alonso – McLaren – a 30s639
8) S. Vettel – Ferrari – a 35s286
9) C. Sainz Jr –Renault – a 35s763
10) K. Magnussen – Haas – a 39s594

11) E. Ocon – Force India – a 44s050
12) S. Perez – Force India – a 44s725
13) S. Vandoorne – McLaren – a 49s373
14) L. Stroll – Williams – a 55s490
15) S. Sirotkin – Williams – a 58s241
16) M. Ericsson – Sauber – a 1min02s604
17) R. Grosjean – Haas – a 1min05s296
18) P. Gasly – Toro Rosso – a 1min06s330 – 10s acrescido por punição
19) C. Leclerc – Sauber – a 1min22s575

20) B. Hartley – Toro Rosso – não completou

Melhor volta – D. Ricciardo – Red Bull – 1min35s785

Classificação do Mundial de Pilotos:
1) S. Vettel – Ferrari – 54 pontos
2) L. Hamilton – Mercedes – 45 pontos
3) V. Bottas – Mercedes – 40 pontos
4) D. Ricciardo – Red Bull – 37 pontos
5) K. Raikkonen – Ferrari – 30 pontos
6) F. Alonso – McLaren – 22 pontos
7) N. Hulkenberg – Renault – 22 pontos
8) M. Verstappen – Red Bull – 18 pontos
9) P. Gasly – Toro Rosso – 12 pontos
10) K. Magnussen – Haas – 11 pontos
11) S. Vandoorner – McLaren – 6 pontos
12) C. Sainz Jr – Renault – 3 pontos
13) M. Ericsson – Sauber – 2 pontos
14) E. Ocon – Force India – 1 pontos
15) S. Perez – Force India – 0 ponto
16) C. Leclerc – Sauber – 0 ponto
17) L. Stroll – Williams – 0 ponto
18) B. Hartley – Toro Rosso – 0 ponto
19) R. Grosjean – Haas – 0 ponto
20) S. Sirotkin – Williams – 0 ponto



Ferrari lava a alma na China

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

A luta pela pole nesta madrugada de sábado na China ficou restrita à dupla da Ferrari, com Sebastian Vettel tirando o doce da boca de Kimi Raikkonen nos últimos metros do traçado de Xangai. Foram também nesses últimos metros que o finlandês perdeu um tempo ínfimo, mas suficiente para ficar com a segunda posição.
A Ferrari desfez também uma vantagem que a Mercedes poderia ter na corrida ao fazer a mesma tática da rival no Q2, indo para a pista com os pneus macios, a exemplo de Lewis Hamilton e   Valtteri Bottas. Com isto, Vettel e Raikkonen poderão também ficar mais tempo na pista antes do pit stop de troca de pneus. Ou seja, a Ferrari "marcou" a Mercedes e neutralizou a estratégia da inimiga.

1) S. Vettel – Ferrari – 1min31s095
2) K. Raikkonen – Ferrari – 1min31s182
3) V. Bottas – Mercedes – 1min31s625
4) L. Hamilton – Mercedes – 1min31s675
5) M. Verstappen – Red Bull – 1min31s796
6) D. Ricciardo – Red Bull – 1min31s948
7) N. Hulkenberg – Renault – 1min32s532
8) S. Perez – Force India – 1min32s758
9) C. Sainz Jr – Renault – 1min32s819
10) R. Grosjean – Haas – 1min32s855

11) K. Magnussen – Haas
12) E. Ocon – Force India
13) F. Alonso – McLaren
14) S. Vandoorne – McLaren
15) B. Hartley – Toro Rosso

16) S. Sirotkin – Williams
17) P. Gasly – Toro Rosso
18) L. Stroll – Williams
19) C. Leclerc – Sauber
20) M. Ericsson – Sauber



Resultado do terceiro treino livre do GP da China

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

1) S. Vettel – Ferrari – 1min33s018
2) K. Raikkonen – Ferrari – 1min33s469
3) V. Bottas – Mercedes – 1min33s761
4) M. Verstappen – Red Bull – 1min33s969
5) L. Hamilton – Mercedes – 1min34s057
6) K. Magnussen – Haas – 1min34s329
7) S. Perez – Force India – 1min34s445
8) E. Ocon – Force India – 1min34s456
9) C. Sainz Jr – Renault – 1min34s582
10) S. Sirotkin – Williams – 1min34s741
11) N. Hulkenberg – Renautl – 1min34s841
12) F. Alonso – McLaren – 1min34s851
13) S. Vandoorne – McLaren – 1min34s977
14) B. Hartley – Toro Rosso – 1min34s991
15) D. Ricciardo – Red Bull – 1min35s061
16) P. Gasly – Toro Rosso – 1min35079
17) L. Stroll – Williams – 1min35s375
18) C. Leclerc – Sauber – 1min35s497
19) M. Ericsson – Sauber – 1min35s679
20) R. Grosjean – Haas – 1min35s756



Hamilton na frente em Xangai

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

As equipes usaram tudo no primeiro treino livre na China, na nossa madrugada de sexta, pois a meteorologia apontava como certo a chuva no segundo treino.
Mas não foi o que ocorreu. Não choveu à tarde em Xangai. Se Lewis Hamilton atropelou na parte da manhã, não conseguiu a mesma folga à tarde. Pelos tempos da sexta-feira, dá para se dizer que Mercedes e Ferrar estão bem parelhas para a terceira etapa do Mundial.



Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal