Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Quem vence na Inglaterra?

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Vamos para à décima etapa do Mundial e do nosso Bolão? É na terra do Lewis Hamilton e minha também, em Silverstone, o berço da F-1. Desde que começou o domínio da Mercedes, em 2014, o Hamilton venceu todos os GPs da Inglaterra, e naturalmente, ele é o favorito mais uma vez. Como não teremos jogos da Copa no domingo, a prova deve vir ao vivo pela Globo.
As apostas devem ser colocadas nos comentários deste post (clicando em "Ler tudo" no fim do post) ou serem enviadas para o meu e-mail (danieldias10259@gmail.com) ou (diasaovolante@diasaovolante.com) até cinco minutos antes do início do treino de classificação no sábado. Boa sorte!

Regulamento e itens para Silverstone:
Pole: sobrenome do piloto
Vencedor: sobrenome do piloto
Segundo colocado da prova: sobrenome do piloto
Terceiro colocado da prova: sobrenome do piloto
Quarto colocado da prova: sobrenome do piloto
Quinto colocado da prova: sobrenome do piloto
Último colocado da prova (segundo a cronometragem oficial da FIA): sobrenome do piloto
Desafio: a Ferrari é a maior vencedora do GP da Inglaterra, com 16 conquistas. Então, quero saber em qual posição o mais bem classificado da equipe italiana (Vettel ou Raikkonen) termina na prova?

Para acompanhar ao vivo todos os lances na Inglaterra:
Sexta-feira: 6h, primeiro treino, 10h, segundo treino livre, ambos pelo SporTV.
Sábado: 7h, terceiro treino livre, 10h, classificação, ambos  pelo SporTV.
Domingo: 10h10min, corrida, pela Globo.



O Bolão depois da Áustria

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·





Ao lado do Max Verstappen e da imensa torcida laranja presente em Zeltweg, o Tiago foi o grande vencedor da etapa da Áustria, com o Gabriel ainda mantendo a ponta. Foi uma prova diferente, assim como o desempenho aqui no Bolão. O Tiago fez 30 pontos e um bolo ficou em segundo com 15 pontos. O resto fez zero ponto. Só teve essas três pontuações. Pessoal, não dá para descansar, o GP da Inglaterra já é no próximo domingo.

Parâmetros utilizados na Áustria:
Pole: BOTTAS
Vencedor: VERSTAPPEN
Segundo colocado da prova: RAIKKONEN
Terceiro colocado da prova: VETTEL
Quarto colocado da prova: GROSJEAN
Quinto colocado da prova: MAGNUSSEN
Último colocado da prova (segundo a cronometragem oficial da FIA): HULKENBERG
Desafio: desde que a prova voltou ao circuito depois da compra da Red Bull, em 2014, a Mercedes venceu todas as corridas, duas com Nico Rosberg, uma com Lewis Hamilton e uma com Valtteri Bottas, vencedor no ano passado. Então, quero saber: a equipe alemã faz dobradinha na prova (primeiro e segundo), independentemente de qual dos dois chegar na frente? NÃO

Áustria:
1) Tiago Reimann - 30 pontos
2) Gabriel Dias - 15 pontos
2) Maurício Dias - 15 pontos
2) Marcelo Vieira - 15 pontos
2) Guilherme Vieira - 15 pontos
2) Natanael Felipe Rhoden - 15 pontos
2) Matteus Saldanha - 15 pontos
2) Luis Mauro Gonçalves Rosa - 15 pontos
2) Francisco Cavalin - 15 pontos
2) Daniel Dias - 15 pontos
2) Ismael Reichert - 15 pontos
2) Luiz Herrera - 15 pontos
2) Marcelo Pereira - 15 pontos
2) André Borges - 15 pontos
2) Mardilê Friedrich Fabre - 15 pontos
2) Mauro - 15 pontos
2) Daniel Cardoso - 15 pontos
18) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 0 ponto
18) Pedro Henrique - 0 ponto
18) Romário Braga - 0 ponto
18) Eduardo Saraiva - 0 ponto

Total:
1) Gabriel Dias - 320 pontos
2) Mauro - 290 pontos
3) Marcelo Vieira - 285 pontos
3) Natanael Felipe Rhoden - 285 pontos
5) Ismael Reichert - 280 pontos
6) Daniel Dias - 275 pontos
7) Maurício Dias - 260 pontos
8) Luiz Herrera - 220 pontos
9) Daniel Cardoso - 215 pontos
10) Luis Mauro Gonçalves Rosa - 185 pontos
10) Mardilê Friedrich Fabre - 185 pontos
12) Tiago Reimann - 170 pontos
13) Francisco Cavalin - 155 pontos
14) Matteus Saldanha - 150 pontos
14) Guilherme Vieira - 150 pontos
16) André Borges - 130 pontos
17) Pedro Henrique - 125 pontos
18) Marcelo Pereira - 120 pontos
19) Eduardo Saraiva - 100 pontos
20) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 85 pontos
21) Romário Braga - 45 pontos



Verstappen, na melhor corrida do ano!

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·


Na prova que era para ser toda da Mercedes, a equipe alemã ficou pelo caminho neste domingo, na Áustria, em Zeltweg, circuito da Red Bull, a vencedora da nona etapa do Mundial de Fórmula-1 com Max Verstappen, seguido por Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel, que reassumiu a liderança do campeonato com um ponto de vantagem sobre Lewis Hamilton. O martírio da Mercedes começou com Valtteri Bottas, o pole position em Spielberg, com o câmbio trancado na segunda marcha. A péssima escolha do lugar para parar o carro feita pelo finlandês provocou o safety car virtual, que mudaria toda a corrida. O líder Hamilton (assumiu a ponta da corrida na primeira curva na largada), por erro da equipe, não foi chamado para a troca de pneus, enquanto as Red Bull e as Ferrari pararam no memo momento com suas duplas de pilotos.
A Mercedes logo percebeu o erro e pediu desculpas para Hamilton. Quando o inglês foi para o pit stop, Verstappen assumiu o primeiro lugar. Hamilton voltou à frente de Vettel, mas na alça de mira do tetracampeão alemão. O piloto da Ferrari partiu para cima do rival e fez a ultrapassagem, aliviando seu prejuízo por ter largado na sexta posição, depois de ter tomado uma punição no sábado por atrapalhar a vida do espanhol Carlos Sainz Jr., da Renault. Hamilton passou então a ter problemas de desgaste dos pneus, além de reclamar de perda de potência do motor. As Red Bull também viviam às voltas com problemas nos pneus. Daniel Ricciardo trocou os compostos mas teve quebra do motor logo depois.
Hamilton parou para trocar os pneus de novo, ficando muito distante do trio da frente – Verstappen, Raikkonen e Vettel. Logo após, o trágico dia para a Mercedes se completaria, com o tetracampeão inglês enfrentando possíveis problemas no motor, já que a equipe pediu para ele desligar a máquina em seguida. Muito consciente, Hamilton, ao contrário de Bottas, procurou o melhor lugar fora da pista para deixar seu carro e não atrapalhar a prova.
Nas voltas finais, Raikkonen começou a descontar a diferença para Verstappen. No entanto, não deu tempo para a primeira vitória do finlandês depois de sua última conquista, em 2013, ainda na Lotus. Para delírio da imensa torcida laranja da Holanda presente ao circuito, Verstappen cruzou a linha de chegada com 1,5 segundo à frente de Raikkonen. Na entrevista para Mark Webber, ex-companheiro de Vettel na Red Bull, os três primeiros estavam contentes. Apenas Raikkonen lamentou ter saído da pista na largada quando tentou ultrapassar as Mercedes.
Após a melhor corrida da temporada até o momento – na qual apenas os três primeiros terminaram na mesma volta -, a F-1 se reúne já no próximo domingo para o GP da Inglaterra, em Silverstone, pista teoricamente favorável, novamente, à Mercedes. Será uma nova oportunidade para Hamilton tentar recuperar a liderança do campeonato.
O GP da Áustria mostrou que o imprevisto – um ingrediente sempre presente no automobilismo – pode mudar um panorama pré-estabelecido de grande vantagem de uma equipe sobre as demais, como era o caso da Mercedes em Zeltweg. A escuderia alemã deve agora reconhecer seus erros cometidos em Spielberg e tratar de se recuperar logo. Potencial é o que não falta para a Flecha de Prata.

Resultado final do GP da Áustria:
1) M. Verstappen - Red Bull - 1h21min56s024
2) K. Raikkonen - Ferrari - a 1s504
3) S. Vettel - Ferrari - a 3s181
4) R. Grosjean - Haas - a uma volta
5) K. Magnussen - Haas - a uma volta
6) E. Ocon - Force India - a uma volta
7) S. Perez - Force India - a uma volta
8) F. Alonso - McLaren - a uma volta
9) C. Leclerc - Sauber - a uma volta
10) M. Ericsson - Sauber - a uma volta
11) P. Gasly - Toro Rosso - a uma volta
12) C. Sainz Jr - Renault - a uma volta
13) L. Stroll - Williams - a duas voltas
14) S. Sirotkin - Williams - a duas voltas
15) S. Vandoorne - McLaren - não completou
16) L. Hamilton - Mercedes - não completou
17) B. Hartley - Toro Rosso - não completou
18) D. Ricciardo - Red Bull - não completou
19) V. Bottas - Mercedes - não completou
20) N. Hulkenberg - Renault - não completou

Melhor volta - K. Raikkonen - 1min06s957

Classificação do Mundial de Pilotos:
1) S. Vettel - Ferrari - 146 pontos
2) L. Hamilton - Mercedes - 145 pontos
3) K. Raikkonen - Ferrari - 101 pontos
4) D. Ricciardo - Red Bull - 96 pontos
5) M. Verstappen - Red Bull - 93 pontos
6) V. Bottas - Mercedes - 92 pontos
7) K. Magnussen - Haas - 37 pontos
8) F. Alonso - McLaren - 36 pontos
9) N. Hulkenberg - Renault - 34 pontos
10) C. Sainz Jr - Renault - 28 pontos
11) S. Perez - Force India - 23 pontos
12) E. Ocon - Force India - 19 pontos
13) P. Gasly - Toro Rosso - 18 pontos
14) C. Leclerc - Sauber - 13 pontos
15) R. Grosjean - Haas - 12 pontos
16) S. Vandoorne - McLaren - 8 pontos
17) L. Stroll - Williams - 4 pontos
18) M. Ercisson - Sauber - 3 pontos
19) B. Hartley - Toro Rosso - 1 ponto
20) S. Sirotkin - Williams - 0 ponto

Classificação do Mundial de Construtores:
1) Ferrari - 247 pontos
2) Mercedes - 237 pontos
3) Red Bull - 189 pontos
4) Renault - 62 pontos
5) Haas - 49 pontos
6) McLaren - 44 pontos
7) Force India - 42 pontos
8) Toro Rosso - 19 pontos
9) Sauber - 16 pontos
10) Williams - 4 pontos



Magnífico, Bottas é pole na Áustria

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Quem diria, o sempre gelado Valtteri Bottas vibrou ainda dentro do carro depois de conquistar a pole position do GP da Áustria, que terá largada às 10h10min (nosso horário) deste domingo, com transmissão do SporTV. Vencedor no ano passado na pista de Zeltweg, em Spielberg, o finlandês casa perfeitamente com o traçado, que é extremamente difícil de se acertar uma volta limpa. Composto por três longas retas terminadas em curvas fechadas e um trecho final muito complicado, os erros nesse traçado são frequentes, seja na turma da frente, seja na de trás. Bottas, no entanto, passou por cima disso tudo e fez uma volta perfeita. Quase igual, seu companheiro Lewis Hamilton ficou logo atrás, seguido por Sebastian Vettel, a pouco mais de 3 décimos de segundo.
Os dois pretendentes ao título, o sonhado penta para ambos, Hamilton e Vettel erraram em suas primeiras tentativas neste sábado no Q3. Isso acabou influenciando na derradeira volta dos dois, como reconheceu Vettel depois para o australiano Mark Webber, seu antigo companheiro na Red Bull, dona do circuito austríaco.
- Como errei na primeira volta, não podia repetir na segunda. Até poderia ter arriscado mais, mas isso poderia me deixar lá atrás no grid – disse Vettel.
Apesar de não ter superado seu companheiro, Hamilton estava contente com o treino de classificação, e fez questão de cumprimentar Bottas na saída do carro. Hamilton lidera o campeonato com 14 pontos sobre Vettel. A exemplo da prova da semana passada, na França, a primeira curva logo após a largada será bem complicada. Para aumentar a tensão, a reta dos boxes de Zeltweg termina em um grampo, aonde costuma haver muitos incidentes.
Atenção. O Vettel foi punido em três posições por ter bloqueao o Carlos Sainz Jr e largará na sexta posição.

Resultado da classificação:
1) V. Bottas - Mercedes - 1min03s130
2) L. Hamilton - Mercedes - 1min03s149
3) S. Vettel - Ferrari - 1min03s464 - punido com 3 posições, largará em sexto
4) K. Raikkonen - Ferrari - 1min03s660
5) M. Verstappen - Red Bull - 1min03s840
6) R. Grosjean - Haas - 1min03s892
7) D. Ricciardo - Red Bull - 1min03s996
8) K. Magnussen - Haas - 1min04s051
9) C. Sainz Jr - Renault - 1min04s725
10) N. Hulkenberg - Renault - 1min05s019

11) E. Ocon - Force India
12) P. Gasly - Toro Rosso
13) C. Leclerc - Sauber
14) F. Alonso - McLaren
15) L. Stroll - Williams

16) S. Vandoorne - McLaren
17) S. Perez - Force India
18) S. Sirotkin - Williams
19) B. Hartley - Toro Rosso
20) M. Ericsson - Sauber



Resultado do terceiro treino livre da Áustria

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

1) S. Vettel - Ferrari - 1min04s070
2) L. Hamilton - Mercedes - a 0s029
3) V. Bottas - Mercedes - a 0s134
4) K. Raikkonen - Ferrari - a 0s400
5) M. Verstappen - Red Bull - a 0s721
6) D. Ricciardo - Red Bull - a 0s821
7) R. Grosjean - Haas - a 0s846
8) K. Magnussen - Haas - a 0s943
9) C. Sainz Jr - Renault - a 1s016
10) C. Leclerc - Sauber - a 1s149
11) N. Hulkenberg - Renault - a 1s158
12) P. Gasly - Toro Rosso - a 1s194
13) E. Ocon - Force India - a 1s374
14) F. Alonso - McLaren - a 1s378
15) S. Perez - Force India - a 1s432
16) M. Ericsson - Sauber - a 1s629
17) B. Hartley - Toro Rosso - a 1s635
18) S. Vandoorne - McLaren - a 1s767
19) L. Stroll - Williams - a 1s959
20) S. Sirotkin - Williams - a 2s248



Hamilton confirma na Áustria

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Esperava-se por uma vantagem bem maior das Mercedes sobre as principais rivais, Ferrari e Red Bull, na Áustria já nos primeiros treinos livres, nesta sexta-feira, no circuito de Zeltweg, em Spielberg. A expectativa de um domínio ainda maior da equipe alemã em comparação ao apresentado em Paul Ricard, há uma semana, vinha das características do circuito austríaco, amplamente favoráveis à Flecha de Prata, e por uma nova configuração do motor. Os menos de 3 décimos de segundo que Sebastian Vettel ficou de Lewis Hamilton nesta sexta deu esperanças à Ferrari, mas nada garante que o piloto inglês não possa baixar, e muito, seu tempo no terceiro treino livre e especialmente na classificação, prevista para este sábado, a partir das 10h (nosso horário). A corrida começa às 10h10min de domingo, e tudo será mostrado ao vivo pelo SporTV.
Nesta semana, Daniel Ricciardo confirmou o interesse da McLaren para tê-lo em 2019. Porém, o australiano praticamente afastou a ideia, confirmando que deve renovar com a Red Bull, dona do circuito de Zeltweg, durante as férias de verão da F-1, após o GP da Hungria.

Segundo treino livre:
1.   Hamilton, Mercedes, 1:4:579
2.   Bottas, Mercedes, a 0:176
3.   Vettel, Ferrari, a 0:236
4.   Ricciardo, Red Bull, a 0:452
5.   Verstappen, Red Bull, a 0:546
6.   Raikkonen, Ferrari, a 0:686
7.   Grosjean, Haas, a 0:850
8.   Magnussen, Haas, a 0:980
9.   Gasly, Toro Tosso, a 1:179
10. Vandoorne, McLaren, a 1:352
11. Sainz Jr., Renault, a 1:420
12. Leclerc, Sauber, a 1:517
13. Ocon, Force India, a 1:554
14. Ericsson, Sauber, a 1:620
15. Hulkenberg, Renault, a 1:694
16. Sirotski, Williams, a 1:747
17. Hartley, Toro Rosso, a 1:753
18. Perez, Force India, a 1:775
19. Alonso, McLaren, a 1:850
20. Stroll, Williams, a 2:047



O Bolão depois da França

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·





Pois é, não dá tempo para descansar, já tá aí o GP da Áustria. Na França, o Maurício venceu brilhantemente, ao lado do não menos brilhante Lewis Hamilton, e embolou tudo no Bolão, que continua com a liderança do bicampeão Gabriel.

Parâmetros utilizados para o GP da França:
Pole: HAMILTON
Vencedor: HAMILTON
Segundo colocado da prova: VERSTAPPEN
Terceiro colocado da prova: RAIKKONEN
Quarto colocado da prova: RICCIARDO
Quinto colocado da prova: VETTEL
Último colocado da prova (segundo a cronometragem oficial da FIA): GASLY
Desafio: o último GP da França foi disputado em 2008, com a vitória de Felipe Massa. Então, quero saber em qual posição o segundo piloto da Ferrari, Kimi Raikkonen, termina na corrida? TERCEIRO

França:
1) MAURÍCIO DIAS - 65 PONTOS
2) TIAGO REIMANN - 45 PONTOS
3) GABRIEL DIAS - 40 PONTOS
3) NATANAEL FELIPE RHODEN - 40 PONTOS
3) FRANCISCO CAVALIN - 40 PONTOS
3) MAURO - 40 PONTOS
7) ISMAEL REICHERT - 30 PONTOS
7) EDUARDO SARAIVA - 30 PONTOS
7) LUIZ HERRERA - 30 PONTOS
7) MARCELO PEREIRA - 30 PONTOS
7) DANIEL DIAS - 30 PONTOS
7) MARDILÊ FRIEDRICH FABRE - 30 PONTOS
7) DANIEL CARDOSO - 30 PONTOS
14) GUILHERME VIEIRA - 25 PONTOS
15) MARCELO VIEIRA - 15 PONTOS
16) LUIS MAURO GONÇALVES ROSA - 5 PONTOS
17) MATTEUS SALDANHA - 0 PONTO
17) MÁRIO GAYER DO AMARAL (PROFESSOR) - 0 PONTO
17) ANDRÉ BORGES - 0 PONTO
17) ROMÁRIO BRAGA - 0 PONTO
17) PEDRO HENRIQUE - 0 PONTO

TOTAL:
1) GABRIEL DIAS - 305 PONTOS
2) MAURO - 275 PONTOS
3) MARCELO VIEIRA - 270 PONTOS
3) NATANAEL FELIPE RHODEN - 270 PONTOS
5) ISMAEL REICHERT - 265 PONTOS
6) DANIEL DIAS - 260 PONTOS
7) MAURÍCIO DIAS - 245 PONTOS
8) LUIZ HERRERA - 205 PONTOS
9) DANIEL CARDOSO - 200 PONTOS
10) LUIS MAURO GONÇALVES ROSA - 170 PONTOS
10) MARDILÊ FRIEDRIC FABRE - 170 PONTOS
12) FRANCISCO CAVALIN - 140 PONTOS
12) TIAGO REIMANN - 140 PONTOS
14) MATTEUS SALDANHA - 135 PONTOS
14) GUILHERME VIEIRA - 135 PONTOS
16) PEDRO HENRIQUE - 125 PONTOS
17) ANDRÉ BORGES - 115 PONTOS
18) MARCELO PEREIRA - 105 PONTOS
19) EDUARDO SARAIVA - 100 PONTOS
20) MÁRIO GAYER DO AMARAL (PROFESSOR) - 85 PONTOS
21) ROMÁRIO BRAGA - 45 PONTOS



Quem vence na Áustria?

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Vamos para à nona etapa do Mundial e do nosso Bolão? É no circuito da Red Bull. A bebida dos energéticos é a dona do autódromo que para mim sempre terá o nome de Zeltweg. Com a Copa, a prova vem novamente ao vivo em um dos canais do SporTV.
As apostas devem ser colocadas nos comentários deste post (clicando em "Ler tudo" no fim do post) ou serem enviadas para o meu e-mail (danieldias10259@gmail.com) ou (diasaovolante@diasaovolante.com) até cinco minutos antes do início do treino de classificação no sábado. Boa sorte!

Regulamento e itens para Zeltweg:
Pole: sobrenome do piloto
Vencedor: sobrenome do piloto
Segundo colocado da prova: sobrenome do piloto
Terceiro colocado da prova: sobrenome do piloto
Quarto colocado da prova: sobrenome do piloto
Quinto colocado da prova: sobrenome do piloto
Último colocado da prova (segundo a cronometragem oficial da FIA): sobrenome do piloto
Desafio: desde que a prova voltou ao circuito depois da compra da Red Bull, em 2014, a Mercedes venceu todas as corridas, duas com Nico Rosberg, uma com Lewis Hamilton e uma com Valtteri Bottas, vencedor no ano passado. Então, quero saber: a equipe alemã faz dobradinha na prova (primeiro e segundo), independentemente de qual dos dois chegar na frente? Sim ou não.

Para acompanhar ao vivo todos os lances na Áustria:
Sexta-feira: 6h, primeiro treino, 10h, segundo treino livre, ambos pelo SporTV.
Sábado: 7h, terceiro treino livre, 10h, classificação, ambos  pelo SporTV.
Domingo: 10h10min, corrida, pelo SporTV.



Hamilton perfeito vence na França

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·


A vitória de Lewis Hamilton no GP da França, neste domingo, em Paul Ricard, é um caso à parte. O inglês tetracampeão já anunciava essa conquista desde a sexta-feira. No mesmo dia da grande goleada da nossa Inglaterra (minha e do Hamilton) de 6 a 1 sobre o Panamá na Copa, o cara da Mercedes de número 44 abriu a diferença para o Sebastian Vettel na liderança para 14 pontos. E aí vem o senhor Vettel na jogada. Com apenas uma bala na agulha (tentar passar pelo menos uma Mercedes na largada), Vettel forçou a barra sobre Valtteri Bottas na curva 1, perdeu a freada e bateu na traseira do finlandês, furando o pneu traseiro da Mercedes 77. Logo adiante, Vettel bateu em outro carro e perdeu o bico. Com isso, os dois foram para os boxes, para Vettel promover uma recuperação espetacular.
Mas o erro na largada foi cobrado do tetracampeão da Ferrari, que tomou uma punição de 5 segundos. Justa! Kimi Raikkonen também se envolveu nos incidentes da largada e fez depois uma corrida fantástica, ultrapassando inclusive, em dado momento da prova, o próprio Vettel e Daniel Ricciardo, subindo para a terceira posição do pódio, atrás de Max Verstappen.
Na volta do GP da França, após 10 anos, e do circuito de Paul Ricard, tivemos uma prova bem animada, principalmente por conta das múltiplas batidas da primeira volta. A pista francesa foi aprovada, porém, algumas alterações devem ser feitas para 2019, como a saída criminosa dos boxes, que fica justamente na tomada da curva 1. Nunca dá para esquecer que Paul Ricard é um circuito antigo e reformado, com uma pista muito estreita em muitos pontos. Mas é um circuito fantástico, infinitamente melhor que a outra pista francesa, a enjoada Magny-Cours.
Hamilton festejou muito sua vitória de número 65 e a recuperação da liderança no campeonato, com um grande futuro imediato pela frente, pois já nas próximas duas semanas o Mundial corre na Áustria e na Inglaterra, com traçados ideais para as Mercedes. Vettel ainda saiu no lucro com a quinta posição, porque poderia ter sido muito pior, pela bobagem feita por ele na curva 1. Inexplicavelmente, Bottas, com um carro teoricamente superior à Ferrari em Paul Ricard, não conseguiu fazer a mesma recuperação de Vettel.
Destaque ainda para o monegasco Charles Leclerc, possível substituto de Raikkonen na Ferrari em 2019. O menino do Principado chegou a andar lá na frente com o sofrível carro da Sauber. E uma nota muito triste envolvendo Fernando Alonso na França. Da vitória nas 24 Horas de Le Mans na semana passada, o espanhol se arrastou com uma McLaren profundamente lamentável neste domingo, chegando na última posição entre os pilotos que terminaram a prova. A lendária equipe inglesa perdeu a mão de construir carro.
No caminho do pódio, Hamilton elogiou a corrida de recuperação de Vettel e aliviou a barra do alemão da Ferrari na batida da primeira curva:
- Ele errou a freada, mas isto é coisa que acontece!
Vettel falou sobre o incidente na curva 1:
- Fiquei preso na freada, não podia ir para nenhum dos dois lados. Tentei tirar para fora da pista, mas não deu e bati no Vatteri. Já pedi mil desculpas para ele. Felizmente, conseguimos permanecer na corrida.

Resultado final do GP da França:
1) L. Hamilton - Mercedes - 1h30min11s385
2) M. Verstappen - Red Bull - a 7s090
3) K. Raikkonen - Ferrari - a 25s888

4) D. Ricciardo - Red Bull - a 34s736
5) S. Vettel - Ferrari - a 1min01s935
6) K. Magnussen - Haas - a 1min19s364
7) V. Bottas - Mercedes - a 1min20s632
8) C. Sainz Jr - Renault - a 1min27s184
9) N. Hulkenberg - Renault - a 1min31s989
10) C. Leclerc - Sauber - 1min33s873

11) R. Grosjean - Haas - a uma volta
12) S. Vandoorne - McLaren - a uma volta
13) M. Ericsson - Sauber - a uma volta
14) B. Hartley - Toro Rosso - a uma volta
15) S. Sirotkin - Williams - a uma volta
16) F. Alonso - McLaren - a uma volta

17) L. Stroll - Williams - não completou
18) S. Perez - Force India - não completou
19) E. Ocon - Force India - não completou
20) P. Gasly - Toro Rosso - não completou

Melhor volta - V. Bottas - Mercedes - 1min34s225



A pole lógica de Hamilton na França

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·

Todo mundo já sabia, desde os primeiros momentos em que Lewis Hamilton foi para a pista de Paul Ricard na sexta-feira. A pole seria do inglês tetracampeão da Mercedes. Não deu outra! Inclusive, Hamilton largará com pneus vermelhos, mais duráveis, com o tempo obtido no Q2. A surpresa na classificação foi que a Ferrari se aproximou muito da Mercedes, não o suficiente para brigar pela pole, mas para se preparar melhor para a prova.
Apesar de a pole de Hamilton ter sido "comprada" na sexta, o finalzinho do Q3 ainda teve emoção, comValtteri Bottas "roubando" a primeira posição do companheiro por alguns segundos. No entanto, Hamilton veio em seguida e superou o finlandês, confirmando a posição de honra na volta do GP da França, 10 anos depois.
Sebastian Vettel ficou contente por estar a apenas 3 décimos de segundos de Hamilton, em uma pista amplamente favorável à Mercedes, mas o alemão ainda tentou tudo na sua última tentativa, arriscando na entrada da reta do Mistral e na chicane da famosa reta, coisa de quem nunca desiste. Na entrevista após o treino, Vettel, líder do campeonato com 1 ponto à frente de Hamilton, reconheceu que exagerou demais. Entretanto, o tetracampeão da Ferrari estava sorridente e satisfeito.
A oitava etapa do Mundial de F-1 tem largada prevista para as 11h10min (nosso horário) deste domingo, com transmissão ao vivo pelo SporTV.
No dia do quarto aniversário da minha netinha Yasmin, parabéns ao Hamilton, que carrega no carro o número 44, a idade da Yasmin dobrada.

Resultado da classificação:
1) L. Hamilton - Mercedes - 1min30s029
2) V. Bottas - Mercedes - a 0s118
3) S. Vettel - Ferrari - a 0s371
4) M. Vertappen - Red Bull - a 0s676
5) D. Ricciardo - Red Bull - a 0s866
6) K. Raikkonen - Ferrari - a 1s028
7) C. Sainz Jr - Renault - a 2s097
8) C. Leclerc - Sauber - a 2s606
9) K. Magnussen - Haas - a 2s901
10) R. Grosjean - Haas - sem tempo

11) E. Ocon - Force India
12) N. Hulkenberg - Renault
13) S. Perez - Force India
14) P. Gasly - Toro Rosso
15) M. Ericsson - Sauber

16) F. Alonso - McLaren
17) B. Hartley - Toro Rosso
18) S. Vandoorne - McLaren
19) S. Sirotki - Williams
20) L. Stroll - Williams



Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal