05/2021 - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Quem vence na Espanha?

Dias ao Volante
Publicado por em Bolão 2021 F1 ·


E aí, amantes dos autinhos, vamos para a quarta etapa da Fórmula-1? E veremos se a chatíssima pista de Barcelona nos dá a quarta corrida emocionante do ano. Acho meio difícil nesse “circuito de treino”. No ano passado, a vitória foi de Lewis Hamilton, com Max Verstappen em segundo e Valtteri Bottas em terceiro, o mesmo resultado de Portugal de domingo passado, com o Bottas também fazendo a volta mais rápida.
No nosso Bolão, pequenas novidades em comparação ao bem disputado em 2020. A principal é que daremos mais importância ao primeiro lugar da corrida, passando de 25 para 30 pontos, justamente para separar mais do segundo colocado e realçar o “quem vence” do título do post. O desafio a cada prova não será mais somente com o Lewis Hamilton, que buscava o recorde de vitórias em 2020, e conseguiu, e o heptacampeonato (também conseguiu), a Ferrari, que chegava no ano passado ao seu milésimo GP e ao Kimi Raikkonen, que buscava o recorde de participação em corridas do Rubens Barrichello (também superou), mas com todos os pilotos, um em cada GP. As apostas devem ser colocadas nos comentários deste post (clicando em "Ler tudo" no fim do post) ou serem enviadas para o meu e-mail (danieldias10259@gmail.com) ou (diasaovolante@diasaovolante.com) até cinco minutos antes do início do treino de classificação no sábado. Boa sorte!  

Itens para Montemeló:
Pole: sobrenome do piloto - 5 pontos
Vencedor: sobrenome do piloto - 30 pontos
Segundo: sobrenome do piloto – 20 pontos
Terceiro: sobrenome do piloto – 15 pontos
Quarto: sobrenome do piloto – 10 pontos
Quinto: sobrenome do piloto – 5 pontos
Último colocado na corrida, entre os pilotos que completarem a prova: sobrenome do piloto -  15 pontos
Melhor volta da prova: 5 pontos
Desafio (proposto a cada prova): 10 pontos – É simples e será conhecido no sábado: o Hamilton consegue sua centésima pole position desta vez? No ano passado, ele foi o pole na Espanha.
Gabaritar os cinco primeiros colocados da prova: 15 pontos
Acertar os cinco primeiros da prova fora de ordem: 5 pontos

Para acompanhar ao vivo todos os lances do GP da Espanha:
Sexta-feira: primeiro treino livre, 6h30min, segundo treino livre, 10h, ambos pelo BandSports.
Sábado: terceiro treino livre, 7h, pelo BandSports, classificação, 10h, na Band e pelo BandSports.
Domingo: corrida, 10h, na Band.



O Bolão depois de Portugal

Dias ao Volante
Publicado por em Bolão 2021 F1 ·


Pois é, este amigo de vocês brilhou no GP de Portugal, assim como o Lewis Hamilton e o tricampeão Gabriel, que assumiu a liderança do Bolão, compondo o pódio do momento com o Luiz Herrera e o André. Mas não dá para descansar, hein, já tem o GP da Espanha no próximo domingo.

Parâmetros utilizados no GP de Portugal:
Pole: Bottas
Vencedor: Hamilton
Segundo: Verstappen
Terceiro: Bottas
Quarto: Perez
Quinto: Norris
Último colocado na corrida, entre os pilotos que completarem a prova: Mazepin
Melhor volta da prova: Bottas
Desafio (proposto a cada prova): 10 pontos – No sempre simpático e acolhedor Portugal, veremos como se sai a dupla mais divertida da F-1? Quero saber quem se dá melhor na corrida, Daniel Ricciardo ou Lando Norris, da McLaren. Norris

Portugal:
1) Daniel Dias - 110 pontos
2) Gabriel Dias - 100 pontos
3) Francisco Cavalin - 80 pontos
3) André Borges - 80 pontos
5) Ismael Reichert - 75 pontos
6) Eduardo Saraiva - 65 pontos
7) Daniel Cardoso - 60 pontos
8) Pedro Henrique - 40 pontos
8) Mauro - 40 pontos
10) Luiz Herrera - 30 pontos
11) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 25 pontos
11) Natanael Felipe Rhoden - 25 pontos

Total:
1) Gabriel Dias - 210 pontos
2) Luiz Herrera - 180 pontos
3) André Borges - 175 pontos
4) Daniel Dias - 130 pontos
4) Ismael Reichert - 130 pontos
6) Pedro Henrique - 125 pontos
7) Eduardo Saraiva - 120 pontos
8) Natanel Felipe Rhoden - 105 pontos
9) Daniel Cardoso - 100 pontos
10) Francisco Cavalin - 95 pontos
11) Mário Gayer do Amaral (Professor) - 75 pontos
12) Mauro - 65 pontos
13) Maurício Dias - 35 pontos
14) Marcelo Pereira - 25 pontos



Hamilton vence em Portugal

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·




Na corrida em homenagem a Ayrton Senna, que conseguiu a primeira pole position e a primeira vitória na Fórmula-1 em Portugal, em 1985, no circuito de Estoril, Lewis Hamilton deu simplesmente um show e conquistou sua vitória de número 97, neste domingo, em Algarve. Como antecipando o triunfo do heptacampeão, os portugueses fizeram uma enorme arte fundindo os rostos de Senna e de Hamilton em um campo de futebol no interior do circuito de Portimão. Em segundo no grid, Hamilton perdeu a posição para Max Verstappen na largada, mas se recuperou em seguida, passando o piloto da Red Bull, e maior inimigo na luta pelo título da temporada.
Em uma relargada, Bottas atrapalhou Hamilton e permitiu a ultrapassagem de Verstapen sobre o inglês da Mercedes. Mas isso não duraria muito. Hamilton voltou a superar o holandês e depois foi buscar a primeira posição, que poderia ser trocada pela equipe Mercedes mais tarde. No entanto, Hamilton é Hamilton, e ele foi atrás do companheiro e “engoliu” o finlandês na tomada da primeira curva do belíssimo circuito de Algarve. Pronto, a corrida estava decidida!
Sergio Perez retardou sua parada de box e liderou a prova, até ser superado na pista por Hamilton. O final do GP de Portugal ficou então para a briga pela melhor volta, que dá direito a um ponto no campeonato. Primeiro, Perez colocou os pneus vermelhos e fez a volta mais rápida. Bottas foi chamado aos boxes para colocar os pneus macios para tentar a façanha. A manobra da Mercedes foi seguida pela Red Bull, fazendo Verstappen parar para colocar os pneus vermelhos com duas voltas para o final. Bottas conseguiu o giro mais veloz na penúltima volta. E Verstappen fez o mesmo na volta derradeira. Entretanto, o holandês passou dos limites da pista na curva 14 do circuito e teve sua volta deletada pelos comissários de pista.
Com Hamilton abrindo oito pontos na liderança do Mundial, a Fórmula-1 vai agora para a Espanha, já no próximo domingo. E a temporada tem sido mesmo mágica, com três GPs até o momento espetaculares.

Resultado final:
1) L. Hamilton - Mercedes - 1h34min31s421
2) M. Verstappen - Red Bull - a 29s148
3) V. Bottas - Mercedes - a 33s530

4) S. Perez - Red Bull - a 39s735
5) L. Norris - McLaren - a 51s369
6) C. Leclerc - Ferrari - a 55s781
7) E. Ocon - Alpine - a 1min03s749
8) F. Alonso - Alpine - a 1min04s808
9) D. Ricciardo - McLaren - a 1min15s369
10) P. Gasly - Alpha Tauri - a 1min16s463

11) C. Sainz Jr - Ferrari - a 1min18s955
12) A. Giovinazzi - Alfa Romeo - a uma volta
13) S. Vettel - Aston Martin - a uma volta
14) L. Stroll - Aston Martin - a uma volta
15) Y. Tsunoda - Alpha Tauri - a uma volta
16) G. Russell - Williams - a uma volta
17) M. Schumacher - Haas - a duas voltas
18) N. Latifi - Williams - a duas voltas
19) N. Mazepin - Haas - a duas voltas

20) K. Raikkonen - Alfa Romeo - não completou

Melhor Volta - V. Bottas - Mercedes 1min19s865

Mundial de Pilotos 2021:
1) L. Hamilton - Mercedes - 69 pontos
2) M. Verstappen - Red Bull - 61 pontos
3) L. Norris - McLaren - 37 pontos
4) V. Bottas - Mercedes - 32 pontos
5) C. Leclerc - Ferrari - 28 pontos
6) S. Perez - Red Bull - 22 pontos
7) D. Ricciardo - McLaren - 16 pontos
8) C. Sainz Jr - Ferrari - 14 pontos
9) E. Ocon - Alpine - 8 pontos
10) P. Gasly - Alpha Tauri - 7 pontos
11) L. Stroll - Aston Martin - 5 pontos
12) F. Alonso - Alpine - 5 pontos
13) Y. Tsunoda - Alpha Tauri - 2 pontos
14) K. Raikkonen - Alfa Romeo - 0 ponto
15) A. Giovinazzi - Alfa Romeo - 0 ponto
16) S. Vettel - Aston Martin - 0 ponto
17) G. Russell - Williams - 0 ponto
18) M. Schumacher - Haas - 0 ponto
19) N. Mazepin - Haas - 0 ponto
20) N. Latifi - Williams - 0 ponto

Mundial de Construtores 2021:
1) Mercedes - 101 pontos
2) Red Bull - 83 pontos
3) McLaren - 53 pontos
4) Ferrari - 42 pontos
5) Alpine - 13 pontos
6) Alpha Tauri - 9 pontos
7) Aston Martin - 5 pontos
8) Alfa Romeo - 0 ponto
9) Williams - 0 ponto
10) Haas - 0 ponto



Bottas é pole em Portugal

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·


Cheio de simbolismos, Lewis Hamilton tentou sua centésima pole position no dia da morte de seu ídolo Ayrton Senna e no país em que o piloto brasileiro conseguiu sua primeira pole e sua primeira vitória na Fórmula-1, no circuito de Estoril, em 1985. O heptacampeão mostrou a que veio no Q2 neste sábado, fazendo o melhor tempo do fim de semana em Algarve. Mas no Q3, o companheiro Valtteri Bottas jogou água no chope de Hamilton e marcou a pole com uma vantagem de apenas sete milésimos de segundo sobre o heptacampeão. Max Verstappen foi a grande decepção no Q3. Na primeira tentativa, o piloto da Red Bull passou dos limites da pista e teve sua volta deletada. Na segunda, o holandês teve o maior cuidado para fazer um bom tempo, no entanto, ficou longe das Mercedes, na terceira posição.
Hamilton, que fez o melhor tempo do fim de semana com pneus amarelos no Q2, ainda tentou uma volta rápida com esses pneus no Q3, porém, não conseguiu. O grande derrotado deste sábado foi o Verstappen, que foi flagrado pelas câmeras de TV da F-1 sentado depois do treino de classificação com a cabeça abaixada e um olhar distante.
Sebastian Vettel calou os incautos secadores do tetracampeão, passando para o Q3, enquanto seu companheiro de equipe Lance Stroll ficou no Q1. A F-1 está bem mais parelha neste ano, com as tradicionais Ferrari e McLaren (com exceção de Daniel Ricciardo) voltando a brigar lá na frente.
Teremos uma corrida de arrepiar neste domingo, a partir das 11h (horário brasileiro), no fantástico circuito de Algarve.

Resultado da Classificação:
1) V. Bottas - Mercedes - 1min18s348
2) L. Hamilton - Mercedes - a 0s007
3) M. Verstappen - Red Bull - a 0s398
4) S. Perez - Red Bull - a 0s542
5) C. Sainz Jr - Ferrari - a 0s691
6) E. Ocon - Alpine - a 0s694
7) L. Norris - McLaren - a 0s768
8) C. Leclerc - Ferrari - a 0s958
9) P. Gasly - Alpha Tauri - a 1s127
10) S. Vettel - Aston Martin - a 1s311

11) G. Russell - Williams
12) A. Giovinazzi - Alfa Romeo
13) F. Alonso - Alpine
14) Y. Tsunoda - Alpha Tauri
15) K. Raikkonen - Alfa Romeo

16) D. Ricciardo - McLaren
17) L. Stroll - Aston Martin
18) N. Latifi - Williams
19) M. Schumacher - Haas
20) N. Mazepin - Haas



Verstappen lidera antes da Classificação

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·


Resultado do terceiro treino livre:
1) M. Verstappen - Red Bull - 1min18s489
2) L. Hamilton - Mercedes - a 0s236
3) V. Bottas - Mercedes - a 0s331
4) S. Perez - Red Bull - a 0s351
5) E. Ocon - Alpine - a 0s371
6) C. Leclerc - Ferrari - a 0s512
7) C. Sainz Jr - Ferrari - a 0s561
8) L. Norris - McLaren - a 0s783
9) P. Gasly - Alpha Tauri - a 0s885
10) K. Raikkonen - Alfa Romeo - a 0s926
11) Y. Tsunoda - Alpha Tauri - a 0s996
12) D. Ricciardo - McLaren - a 1s093
13) A. Giovinazzi - Alfa Romeo - a 1s099
14) F. Alonso - Alpine - a 1s460
15) M. Schumacher - Haas - a 1s544
16) L. Stroll - Aston Martin - a 1s601
17) G. Russell - Williams - a 1s638
18) S. Vettel - Aston Martin - a 1s725
19) N. Latifi - Williams - a 2s192
20) N. Mazepin - Haas - a 2s201



Senna, 27 anos depois

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·


O 1º de maio desde 1994 não é mais o “Dia do Trabalhador”. Desde o acidente fatal do maior piloto de todos os tempos na abertura da sétima volta do GP de San Marino, em Ímola, na fatídica reta/curva de Tamburello, o 1º de maio passou a ser o “Dia da Morte de Senna”. E o Ayrton morreu aos 34 anos trabalhando no dia dedicado ao trabalhador e na primeira posição na corrida. Não poderia ser diferente. Lembro que estava assistindo à prova em casa, ao lado do meu filho Gabriel. Quando a câmera do helicóptero mostrou a cabeça dele se mexendo dentro da Williams destruída, disse para o Gabriel: “Ele morreu!”. Não consegui ver mais nada na televisão. Trabalhava no jornal Zero Hora e estava de folga naquele domingo. Peguei o Gabriel e saímos a caminhar pela cidade de Porto Alegre, acompanhado de um radinho de pilha, que de quando em quando dava informações sobre a situação do piloto brasileiro.
Mais ou menos pelo meio-dia, quando estávamos no Parque da Redenção, ouvi pelo rádio que o Hospital de Bolonha informou que o Senna teve morte cerebral. Ou seja, nada mais poderia ser feito. Coloquei o Gabriel em um taxi (estávamos também acompanhados da mãe dele) e fui em direção à Zero Hora. A pé! Sempre chorando. Como um zumbi, entrei no prédio do jornal e fui em direção à editoria de Esportes, que já estava cheia de gente trabalhando. Sentei em uma mesa e saí a trabalhar como um robô, automaticamente.
Sinceramente, não lembro exatamente o que consegui fazer naquele dia. Mas não parei de chorar um instante sequer. O mundo não era mais o mesmo!



Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal