Hamilton é pole na Arábia - Blog da Fórmula-1 de Daniel Dias - Dias ao Volante

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Hamilton é pole na Arábia

Dias ao Volante
Publicado por em F-1 ·



Lewis Hamilton pode ter encaminhado seu oitavo título neste sábado. O heptacampeão deu tudo na sua última tentativa para conquistar a pole position no circuito de Gidá, na Arábia Saudita, e fez um tempo absolutamente incrível. Mas ainda faltava a última tentativa de Max Verstappen. O holandês então veio “pendurado”, quase bateu no muro na saída da curva 1 e partiu atrás de Hamilton, baixando o tempo nas duas primeiras parciais. Na última curva, Verstappen errou a freada, escorregou para fora e bateu violentamente de lado no muro, terminando em terceiro, atrás ainda de Valtteri Bottas.
As câmeras de TV mostraram então uma das imagens mais comoventes da temporada: Toto Wolff, chefe da Mercedes, sacudiu a cabeça tristemente em solidariedade ao rival da Red Bull. Hamilton comemorou muito sua centésima terceira pole na Fórmula-1, porém, lembrou dos perigos da pista:

- Eles fizeram um circuito excitante aqui, muito rápido. Mas é muito perigoso! Nossa equipe está de parabéns, assim como o Valtteri. É muito bom a gente estar na primeira fila aqui.

Agora, um dos principais ingredientes do automobilismo é o risco. No entanto, esse circuito de Gidá ultrapassa os limites da segurança. Não é possível de a FIA submeter os pilotos ao risco de bater fortemente a cada curva da pista. Até a gente que assiste fica com o coração na mão. Charles Leclerc bateu muito forte na sexta, Carlos Sainz Jr. deixou de bater com gravidade por puro milagre na mesma curva em duas voltas seguidas, Hamilton usou de toda sua habilidade ao volante para evitar outra batida brutal na sua primeira tentativa no Q3 e Verstappen, se tivesse perdido o carro no início de sua última volta, teria batido de frente no muro. Estamos no ano de 2021. Por isso mesmo, não é possível que alguém conceba um circuito tão sem sentido quanto esse. O circuito de Gidá, um legítimo “corredor da morte”, de altíssima velocidade cercado de muros, faz o Nordschleife de Nürburgring, o “Inferno Verde”, ser uma singela brincadeira de criança.

Grid de largada em Gidá:
1 Hamilton (ING), Mercedes, 1:27:511
2 Bottas (FIN), Mercedes, a 0:111
3 Verstappen (HOL), Red Bull, a 0:142
4 Leclerc (MON), Ferrari, a 0:543
5 Perez (MEX), Red Bull, a 0:612
6 Gasly (FRA), AlphaTauri, a 0:614
7 Norris (ING), McLaren, a 0:669
8 Tsunoda (JAP), AlphaTauri, a 0:931
9 Ocon (FRA), Alpine, a 1:136
10 Giovinazzi (ITA), Alfa Romeo, 1:243

11 Ricciardo (AUS), McLaren
12 Raikkonen (FIN), Alfa Romeo
13 Alonso (ESP), Alpine
14 Russell (ING), Williams
15 Sainz Jr. (ESP), Ferrari

16 Latifi (CAN), Williams
17 Vettel (ALE), Aston Martin
18 Stroll (CAN), Aston Martin
19 Schumacher (ALE), Haas
20 Mazepin (RUS), Haas



2 comentários
Média dos votos: 120.0/5
Daniel Dias
2021-12-06 05:00:07
Exatamente isso, campeão! Nada a acrescentar.
Francisco Cavalin
2021-12-06 04:59:19
Hamilton tinha o melhor 3o setor da pista. Quando Vespa errou a freada já sabia que tinha perdido a pole, mas tentou desesperadamente ainda conseguir a primeira fila e acabou estampando o muro, perdendo a primeira fila e, possivelmente, mais alguma coisa, pois numa batida semelhante em Mônaco, Leclerc não trocou o câmbio para não ser punido e acabou nem largando.

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal